domingo, 26 de maio de 2013

Nomenclatura dos hidrocarbonetos - resumo (com questões)


Nomenclatura dos hidrocarbonetos

Os hidrocarbonetos são compostos orgânicos caracterizados por possuírem apenas átomos de carbono e hidrogênio. Conforme anteriormente, a nomenclatura dos compostos dessa função, que não apresentam ramificações e são de cadeia aberta, segue a seguinte regra básica:
Três partes principais que constituem a nomenclatura IUPAC
Os hidrocarbonetos podem se dividir em alcanos, alcenos e alcinos.
Basicamente, a diferença entre eles está no intermediário, ou seja, no tipo de ligação, que fica da seguinte forma:
  • Alcano: ligação simples: intermediário an
  • Alceno: ligação dupla: intermediário en
  • Alcino: ligação tripla: intermediário in
Tendo essas informações em mente, vejamos agora as regras de nomenclatura para esses hidrocarbonetos quando eles possuem ramificações e quando são cíclicos ou aromáticos:
  • Hidrocarbonetos ramificados:
Primeiramente, é necessário escolher a cadeia principal, que deve ter as seguintes características principais:
1- Englobar o maior número de insaturações;
2- Possuir a sequência mais longa de átomos de carbono ligados entre si.
Exemplo:                        
Errada:                                                               Correta:
H3C — CH— CH — CH— CH— CH3                H3C — CH CH  CH2  CH— CH3      
                      │                                                                     │                                        
                      CH2                                                                                                 CH2
                      │                                                                     │
                      CH2                                                                 CH2                 
                      │                                                                     │
                      CH3                                                                                                 CH3
A primeira está errada porque contém apenas 6 átomos de carbono, enquanto que na segunda, a cadeia principal possui 7 carbonos.
Se acontecer de ter mais de uma possibilidade de cadeia com a mesma quantidade de carbonos, você deverá escolher aquela que tiver maior número de ramificações. Veja os exemplos a seguir:
                           CH3                                                             CH3                                                         CH3 
                                        │                                                                  │                                                               │
H3 CH CH  CH  CH3        H3C — CH2 — CH  CH  CH3      H3C — CH2 — CH  CH — CH3
                            │                                                                  │                                                               │
            H3C — CH2                                                H3C — CH2                                           H3C — CH2  
                          │                                                                    │                                                              │
                          CH3                                                             CH3                                                          CH
Observe que nos três casos as cadeias escolhidas como principais (em vermelho) possuem 5 carbonos. A primeira estrutura possui 2 ramificações (de preto), a segunda tem 3 ramificações e a terceira cadeia também possui 3 ramificações. Portanto, a cadeia principal escolhida corretamente é a segunda ou a terceira (que, na verdade, levarão à mesma nomenclatura).
Depois de escolhida a cadeia principal, é preciso numerá-la, pois será necessário indicar de qual carbono está saindo a ramificação. 
Assim, a nomenclatura dos hidrocarbonetos ramificados de cadeia aberta segue a seguinte ordem:
Regras de nomenclatura para hidrocarbonetos ramificados
Agora, veja os exemplos a seguir:
H3C — CH2 — 4CH — 3CH2 — 2CH2  — 1CH4-etil-heptano
                          
                       5CH2
                          
                       6CH2 
                          
                       7CH3 
                                   1CH3
     
                               
H3C — CH— CH — 2CH — CH3:   3-etil-2,4-dimetilpentano
                        
         H35C — 4CH2
                        │
                        CH
 H38C – 7CH2 – 6CH– 5CH2 – 4CH – 3CH = 2CH –1CH3: 4-s-butil-oct-2-eno
                                                
                          CH3 — CH— CH
                                                │
                                                CH3

Hidrocarbonetos cíclicos

No caso dos hidrocarbonetos cíclicos, eles formam cadeias fechadas, formando um ciclo.
Os cicloalcanos (ciclanos ou cicloparafinas) são hidrocarbonetos cíclicos saturados, ou seja, possuem apenas ligações simples. Já os cicloalquenos (cicloalcenos, ciclenos ou ciclolefinas) são hidrocarbonetos cíclicos insaturados por uma ligação dupla.
A nomenclatura desses hidrocarbonetos cíclicos seguem as mesmas regras de nomenclatura dos hidrocarbonetos de cadeias abertas, com uma única diferença: o nome deve ser precedido pela palavra“ciclo”.
Regras de nomenclatura oficial para os hidrocarbonetos cíclicos
A quantidade de carbonos no ciclo é identificada pelos seguintes prefixos:
Prefixos que indicam a quantidade de carbonos no ciclo
Exemplos:
Exemplos de ciclanos e suas nomenclaturas

No caso dos ciclenos, a única diferença será a ligação dupla, que será indicada pelo infixo “en”, como mostra o exemplo abaixo:

Nomenclatura e estrutura de cicloexeno

Se os hidrocarbonetos cíclicos forem ramificados, o ciclo será a cadeia principal e deve-se escrever primeiro o nome da ramificação, seguido do nome do hidrocarboneto cíclico. 

Exemplos:
Exemplos de nomenclatura de hidrocarbonetos cíclicos ramificados
Se houver mais de uma ramificação ligada ao ciclo, será necessário numerar os átomos de carbono da cadeia principal e localizá-las. Se também houver a presença de insaturações, também é necessário localizar. Veja os exemplos abaixo:
Nomenclatura de cicloalcanos e cicloalcenos ramificados

Nomenclatura dos aromáticos


Um sistema antigo de nomenclatura sugere que a posição 1,2(o – orto), 1,3(m- meta e 1,4(p-para) acompanhada de xileno, é usada em função da adição de 2 grupos metila ao anel benzênico origina isômeros (compostos idênticos só diferindo na posição dos radicais).
A nomenclatura comum a todos os aromáticos é:
Numero indicativo de posição dos radicais + nome dos radicais + benzeno


Hidrocarbonetos Saturados

Alcanos

Os Alcanos são hidrocarbonetos alifáticos saturados, que possuem a cadeia aberta com apenas simples ligações.


Fórmula geral:
CnH2n+2

A União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC) criou uma nomenclatura oficial para os alcanos que segue uma regra fixa estabelecida:

Regra 1: Determine a cadeia principal e seu nome (cadeia principal é a maior seqüência de átomos de carbono);

Regra 2: Escolha o prefixo de acordo com o número de carbonos, sendo que:

1 carbono - MET                                              6 carbonos - HEX 2 carbonos - ET                                               7 carbonos - HEPT 
3 carbonos - PROP                                        8 carbonos - OCT 
4 carbonos - BUT                                            9 carbonos - NON 5 carbonos - PENT                                         10 carbonos - DEC 


Regra 3: O membro intermediário do nome será a sigla: an.

Regra 4: O Sufixo da nomenclatura será a letra: o.

Demonstração da nomenclatura:

Butano 
Prefixo But = 4 carbonos → C, C, C, C
Intermediário an = apenas ligações simples ligam os carbonos → C- C- C- C 
Sufixo o = hidrocarbonetos - isso quer dizer que as valências dos carbonos são complementadas por hidrogênio (H).
Hexano Prefixo Hex: número de carbonos = 6

Intermediário an = apenas simples ligações

Sufixo: o = função hidrocarboneto 
Exemplo: Nomear corretamente o composto C5H12:

Regra 1: Determine a cadeia principal.

H3C ─ CH2 ─ CH2 ─ CH2 ─ CH3
A cadeia é linear, ou seja, fica fácil determinar a cadeia principal.

Regra 2: Escolha o prefixo. Como o composto contém 5 átomos de carbono, o prefixo correto será PENT.

Regra 3: O membro intermediário do nome será a sigla: AN.

Regra 4: O Sufixo da nomenclatura será a letra: O.

A nomenclatura oficial regida pelas regras da IUPAC determina que o composto C5H12  recebe o nome de PENTANO. 

Nomenclatura dos Ciclanos

Ciclanos (cicloalcanos) são os hidrocarbonetos que fazem parte da cadeia fechada, saturados e apresentam apenas ligações simples entre os átomos de carbono.Fórmula geral: 

A nomenclatura continua com a mesma regra, basta apenas adicionar a palavra ciclo antes do nome do alcano correspondente.



Ciclenos

Ciclenos são todos os hidrocarbonetos de cadeia fechada, insaturados que apresentam dupla-ligação. 

Fórmula geral: 
 

A nomenclatura continua com a mesma regra dos ciclanos, basta apenas adicionar a palavra 
eno, que representa a dupla-ligação entre os átomos de carbono.

 

Hidrocarbonetos insaturados

Nomenclatura dos alcenos

Os Alcenos são hidrocarbonetos alifáticos insaturados, também chamados de hidrocarbonetos etilênicos ou olefinas, os alcenos são compostos constituídos exclusivamente por carbono e hidrogênio e possuem fórmula geral CnH2n, cujo primeiro membro é o eteno (C2H4).

Fórmula geral:
CnH2n

Os Alcenos possuem na cadeia carbônica a dupla ligação e a nomenclatura segue as regras da União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC):

Regra 1: Determine a cadeia principal e seu nome (cadeia principal é a maior seqüência de átomos de carbono);

Regra 2: Coloque o número do carbono onde se encontra a ligação dupla indicando a presença da ligação.

Regra 3: Escolha o prefixo de acordo com o número de carbonos, sendo que:

1 carbono - MET                                           6 carbonos - HEX
2 carbonos - ET                                            7 carbonos - HEPT
3 carbonos - PROP                                        8 carbonos - OCT
4 carbonos - BUT                                          9 carbonos - NON
5 carbonos - PENT                                        10 carbonos - DEC

Regra 4: O membro intermediário do nome será a sigla: en.

Regra 5: O Sufixo da nomenclatura será a letra: o.

Demonstração da nomenclatura:

Buteno 

Prefixo But = 4 carbonos → C, C, C, C
Intermediário en = apenas ligações simples ligam os carbonos → C- C- C- C
Sufixo o = hidrocarbonetos - isso quer dizer que as valências dos carbonos são complementadas por hidrogênio (H).

HexenoPrefixo Hex: número de carbonos = 6
Intermediário en = presença de  ligação dupla
Sufixo: o = função hidrocarboneto

Exemplo: Nomear corretamente o composto C5H10:

Regra 1: Determine a cadeia principal.

H3C ─ CH ═ CH ─ CH2 ─ CH3

Regra 2: Coloque o número do carbono onde se encontra a ligação dupla = 2

Regra 3: Escolha o prefixo. Como o composto contém 5 átomos de carbono, o prefixo correto será PENT.

Regra 4: O membro intermediário do nome será a sigla: en.

Regra 5: O Sufixo da nomenclatura será a letra: o.

A nomenclatura oficial regida pelas regras da IUPAC determina que o composto C5H10 recebe o nome de 2 - PENTENO.

Alcinos

Seguindo as normas da IUPAC (International Union of Pure and Applied Chemistry  – União Internacional de Química Pura e Aplicada), os Alcinos recebem a nomenclatura levando em consideração o número de carbonos da molécula, assim como nos Alcenos e Alcanos:


Número de carbonosPrefixoPrefixo + Complemento (ino)
1Met-
2EtEtino ou acetileno
3PropPropino
4ButButino

Observe que não existe Alcino constituído por apenas um átomo de Carbono (mesmo caso dos Alcenos), pois seria impossível estabelecer uma ligação tripla com um átomo inexistente, já que essa é a condição dos Alcinos: possuir pelo menos uma ligação tripla entre átomos de Carbono.
Logo, para os Alcinos de fórmula C2H2, C3H4 e C4H6 atribuem-se as nomenclaturas: Etino, Propino e Butino, respectivamente.
Para os Alcinos cujo número de carbonos é 5 ou maior, prevalecem os prefixos comuns a eles, sem nenhuma denominação específica:


Número de carbonosPrefixoPrefixo + Complemento (ino)
5PentPentino
6HexHexino
7HeptHeptino
8OctOctino
9NonNonino
10DecDecino

Dentre todos esses Alcinos, o acetileno (etino) é o mais conhecido e utilizado na indústria. É sintetizado a partir de carbureto de cálcio (carbeto de cálcio) e água; e sua utilização é voltada para o setor metalúrgico.

Fórmula geral:

CnH2n-2

Radicais dos Alcinos


Os radicais dos Alcinos são formados pela presença de um ou mais elétrons livres. Recebem a terminação -inil no lugar de –ino:

Número de carbonosPrefixoMoléculaRadicalNomenclatura
1Met---
2EtC2H2C2HEtinil ou acetinil
3PropC3H4C3H3Propinil
4ButC4H6C4H5Butinil
5PentC5H8C5H7Pentinil

Estrutura e Nomenclatura de um Alcino


A estrutura dos Alcinos é semelhante a dos Alcenos: ligações insaturadas e saturadas na mesma molécula. Pois é praticamente impossível haver apenas ligações insaturadas numa molécula orgânica.
A nomenclatura também é dada pela mesma regra dos Alcenos:
  1. Numera-se a cadeia de maior tamanho de modo que as ligações triplas fiquem com os menores números possíveis;
  2. Nomeia-se como se fosse um Alcano: levando em consideração os radicais e as posições que ocupam;
  3. Após indicar os radicais, deve-se escreve a quantidade de ligações triplas pondo o número correspondente antes do nome do Alcino da cadeia principal ou interrompendo-se o nome em duas partes. Ex.: 2-butino ou but-2-ino.
Para a molécula utilizada como exemplo:
  1. A maior cadeia é composta por 5 átomos de Carbono (tanto a cadeia reta com o CH3 da direita, como a cadeia que engloba o CH3 da parte de baixo), e deve ser numerada da esquerda para a direita, de modo que a ligação tripla fique com o segundo Carbono;
  2. Como apresenta apenas um radical metil no Carbono de número 4: 4-metil.
  3. 4-metilpent-2-ino ou 4-metil-2-pentino
Alcadienos

Alcadienos ou diolefinas ou dienos:  São hidrocarbonetos de cadeia aberta, insaturados por duas ligações covalente dupla (=) entre carbonos, de fórmula geral CnH2n-2, onde n é o número de carbonos.
A nomenclatura dos alcadienos é semelhante à dos alcanos, usando-se o prefixo correspondente ao número de átomos de carbono, seguido do sufixo dieno (di= duas ligações en = ligação covalente dupla entre carbono;  o= sufixo dos hidrocarbonetos).
No entanto, para a nomenclatura dos alcadienos com mais de 3 carbonos, acrescentam-se as seguintes regras, além das que já foram dadas para os alcanos:
  • A cadeia principal é a maior seqüência de átomos de carbono que contém as duas  ligações covalente dupla (=);
  • A numeração da cadeia principal é sempre feita a partir da extremidade mais próxima das duplas ligações (aplicando a regra dos menores números), independentemente das ramificações presentes na cadeia. No nome do alcadieno, a posição das ligações covalente dupla é dada pelo número do primeiro carbono da dupla, separada pelo outro número por uma vírgula; esse número é escrito antes do nome do alcadieno, ficando separado através de um hífen.
ALCADIENOS NORMAIS
Fórmula Estrutural
Nome
Fórmula Molecular
H2C=C=CH2
propadieno
C3H4
H2C=C=CH-CH3
1,2-butadieno
C4H6
H2C=CH2-CH=CH2
1,3-butadieno
C4H6
H2C=C=CH-CH2-CH3
1,2-pentadieno
C5H8
H2C=CH-CH=CH-CH3
1,3-pentadieno
C5H8
H2C=CH-CH2-CH=CH2
1,4-pentadieno
C5H8
H3C-CH=CH=CH-CH3
2,3-pentadieno
C5H8
H2C=C=CH-CH2-CH2-CH3
1,2-hexadieno
C6H10
H2C=CH-CH=CH-CH2-CH3
1,3-hexadieno
C6H10
H2C=CH-CH2-CH=CH-CH3
1,4-hexadieno
C6H10
H2C=CH-CH2-CH2-CH=CH2
1,5-hexadieno
C6H10
H3C-CH=CH=CH-CH2-CH3
2,3-hexadieno
C6H10
H3C-CH=CH-CH=CH-CH3
2,4-hexadieno
C6H10
H2C=C=CH-CH2-CH2-CH2-CH3
1,2-heptadieno
C7H12
H2C=CH-CH=CH-CH2-CH2-CH3
1,3-heptadieno
C7H12
H2C=CH-CH2-CH=CH-CH2-CH3
1,4-heptadieno
C7H12
H2C=CH-CH2-CH2-CH=CH-CH3
1,5-heptadieno
C7H12
H2C=CH-CH2-CH2-CH2-CH=CH2
1,6-heptadieno
C7H12
H3C-CH=CH=CH-CH2-CH2-CH3
2,3-heptadieno
C7H12
H3C-CH=CH-CH=CH-CH2-CH3
2,4-heptadieno
C7H12
H3C-CH=CH-CH2-CH=CH -CH3
2,5-heptadieno
C7H12
H2C=C=CH-CH2-CH2-CH2-CH2-CH3
1,2-octadieno
C8H14
H2C=CH-CH=CH-CH2-CH2-CH2-CH3
1,3-octadieno
C8H14
H2C=CH-CH2-CH=CH-CH2-CH2-CH3
1,4-octadieno
C8H14
H2C=CH-CH2-CH2-CH=CH-CH2-CH3
1,5-octadieno
C8H14
H2C=CH-CH2-CH2-CH2-CH=CH-CH3
1,6-octadieno
C8H14
H2C=CH-CH2-CH2-CH2-CH2-CH=CH2
1,7-octadieno
C8H14
H3C-CH=CH=CH-CH2-CH2-CH2-CH3
2,3-octadieno
C8H14
H3C-CH=CH-CH=CH-CH2-CH2-CH3
2,4-octadieno
C8H14
H3C-CH=CH-CH2-CH=CH-CH2-CH3
2,5-octadieno
C8H14
H3C-CH=CH-CH2-CH2-CH=CH-CH3
2,6-octadieno
C8H14
H2C=C=CH-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH3
1,2-nonadieno
C9H16
H2C=CH-CH=CH-CH2-CH2-CH2-CH2-CH3
1,3-nonadieno
C9H16
H2C=CH-CH2-CH=CH-CH2-CH2-CH2-CH3
1,4-nonadieno
C9H16
H2C=CH-CH2-CH2-CH=CH-CH2-CH2-CH3
1,5-nonadieno
C9H16
H2C=CH-CH2-CH2-CH2-CH=CH-CH2-CH3
1,6-nonadieno
C9H16
H2C=CH-CH2-CH2-CH2-CH2-CH=CH-CH3
1,7-nonadieno
C9H16
H2C=CH-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH=CH2
1,8-nonadieno
C9H16
H3C-CH=CH=CH-CH2-CH2-CH2-CH2-CH3
2,3-nonadieno
C9H16
H3C-CH=CH-CH=CH-CH2-CH2-CH2-CH3
2,4-nonadieno
C9H16
H3C-CH=CH-CH2-CH=CH-CH2-CH2-CH3
2,5-nonadieno
C9H16
H3C-CH=CH-CH2-CH2-CH=CH-CH2-CH3
2,6-nonadieno
C9H16
H3C-CH=CH-CH2-CH2-CH2-CH=CH-CH3
2,7-nonadieno
C9H16

ALCADIENOS RAMIFICADOS
Fórmula Estrutural
Nome
FórmulaMolecular

H2C=C=CH-CH3
             |
            CH3
3-metil-1,2-butadieno
C5H8

H2C=CH-CH=CH2
                |
               CH3
2-metil-1,3-butadieno
C5H8

         CH2-CH3
         |
H2C=C-CH=CH2             
2-etil-1,3-butadieno
C6H10

     H3C  CH3
         |    |
H2C=C-C=CH2             
2,3-dimetil-1,3-butadieno
C6H10

H2C=CH-CH2-C=CH2
                        |
                       CH3
2-metil-1,4-pentadieno
C6H10

H2C=CH-CH-CH=CH2
               |
              CH3
3-metil-1,4-pentadieno
C6H10

H3C-C=CH-CH=CH2
         |
        CH3
4-metil-1,3-pentadieno
C6H10

H3C-C=C-CH=CH2
         |   |
   H3C   CH3
3,4-dimetil-1,3-pentadieno
C7H12

H3C-C=CH-C=CH2
         |          |    
   H3C         CH3
2,4-dimetil-1,3-pentadieno
C7H12

                 CH3
                  |
H3C-C=C-C=CH2
         |   |
   H3C   CH3
2,3,4-dimetil-1,3-pentadieno
C8H14

Fontes: www.Brasilescola.com
              www.mundoeducação.com.br
              www.infoescola.com

Exercícios nomenclatura dos hidrocarbonetos

   1) Relativamente ao composto de fórmula estrutural

     CH3  - CH2 – CH  =  CH – CH2 – CH3, considere as afirmações:
   I.                    é um alceno;
   II.                 apresenta somente carbonos primários em sua estrutura;
   III.               seu nome é  3 hexeno
   IV.              apresenta cadeia carbônica ramificada
   V.                 é uma cadeia homegênia

  São corretas somente:

   a)      I e II
   b)      II, III e IV
   c)      I e IV
   d)      I,  III e V
   e)      I , III, IV e V

   2) O gás liquefeito de petróleo, GLP, é uma mistura de propano, C3H8, e butano,C4H10.
   Logo, esse gás é uma mistura de hidrocarbonetos da classe dos

   a)  alcanos.
   b)  alcenos.
   c)  alcinos.
   d)  cicloalcanos.
   e)   cicloalcenos.

     3) Considere as afirmações seguintes sobre hidrocarbonetos.

   I. Hidrocarbonetos são compostos orgânicos constituídos somente de carbono e hidrogênio.
   II.  São chamados de alcenos somente os hidrocarbonetos insaturados de cadeia linear.
   III. Cicloalcanos são hidrocarbonetos alifáticos saturados de fórmula geral CnH2n.
   IV. São hidrocarbonetos aromáticos: bromobenzeno, p-nitrotolueno e naftaleno.
  São corretas as afirmações:

   a)  I e III, apenas.
   b)  I, III e IV, apenas.
   c)  II e III, apenas.
   d)  III e IV, apenas.
   e)   I, II e IV, apenas.

   4)  A respeito do metano, são feitas as seguintes afirmações:

   I)   O metano é o primeiro membro da série dos alcanos e apresenta-se como um gás incolor e inodoro.
   II)  O metano pode formar-se pela fermentação de material orgânico em depósitos de lixo e em esgotos sanitários, podendo também ser encontrado no gás natural (de 70 a 90%).
   III) Uma das aplicações do metano, e que se tem difundido em nosso país, é como combustível para    veículos automotivos, devido ao seu baixo custo.
   IV) O metano é um composto orgânico de fórmula molecular C2H2.
   Assinale a alternativa CORRETA.

   a)  Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
   b)  Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.
   c)  Somente a afirmativa I é verdadeira.
   d)  Somente a afirmativa a II é verdadeira. 
   e)  Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.

    5)  Substâncias tóxicas presentes no lixo podem permanecer por muito tempo no solo. Uma   análise do solo de um conjunto habitacional de São Paulo, feita recentemente, constatou a presença de mais de 40 substâncias tóxicas contaminantes. Dentre tais substâncias destacam-se o trimetilbenzeno, o clorobenzeno, o decano e uma substância de fórmula molecular C6H6 que já foi utilizada na produção de álcool anidro nas destilarias de álcool e seu uso já está proibido há algum tempo. Sobre tal substância, é incorreto afirmar que

   a)  possui uma estrutura cíclica com ligações duplas.
   b)  é um composto saturado.
   c)  possui elétrons pi em ligações duplas alternadas que giram ao redor do núcleo.
   d)  reage com uma mistura de ácido nítrico e ácido sulfúrico em uma reação de nitração.
   e)   é insolúvel em água.

    6) A fórmula molecular CH2=C=CH2, desse composto é:

  a) C6H8
  b) C4H6
  c) C3H4
  d) C5H8

     7) Respectivamente, quais são os hidrocarbonetos que um faz uma ligação simples entre carbonos e o outro faz uma ligação dupla entre esse mesmo elemento:

   a) Alcadienos e Alcanos
   b) Alcinos e Hidrocarbonetos aromáticos
   c) Alcenos e Alcinos
   d) Alcanos e Alcenos

     8) Qual hidrocarboneto, que tem sua fórmula geral CnH2n+2:

     a) Alcinos
     b) Alcenos
     c) Alcanos
    d) Alcadienos

9) Os hidrocarbonetos são compostos que apenas são constituídos por átomos de carbono (C) e de hidrogênio (H), e podem-se classificar em cadeia aberta e fechada, cite quais hidrocarbonetos são de cadeia aberta e quais são fechada.

10) (UFU-MG) O nome correto do composto abaixo, de acordo com a IUPAC, é:
a) 3-fenil-5-isopropil-6-metil-octanal
b) 3-fenil-5-sec-butil-6-metil-heptanal
c) 3-fenil-5-isopropil-6-metil-octanol
d) 2-fenil-4-isopropil-5-metil-octanal
e) 4-isopropil-2-fenil-5-metil-heptanal

11) (UFMT - adaptada) Os aldeídos com poucos átomos de carbono na cadeia possuem odores desagradáveis, mas certos aldeídos de alto peso molecular têm odores agradáveis e são usados na fabricação de perfumes, cosméticos, sabões. O citral tem forte sabor de limão, sendo usado como aromatizante cítrico.
Observando-se a fórmula estrutural do citral pode-se concluir:

a)      Seu nome científico é 3,7-dimetil-2,6-octadienal.
b)      Seu nome científico é 2,6-dimetil-2,6-octadienal.
c)      Sua fórmula molecular é C8H15O.
d)      O citral tem somente carbonos secundários.
e)      O citral tem três carbonos primários.



12) Escreva as fórmulas dos seguintes compostos:

a) Pentanal

b) Butanodial

c) Propenal

e) 3,5-dimetil-hexanal


13) Dê o nome oficial dos seguintes aldeídos:


14) Relacione as nomenclaturas corretas para os seguintes alcadienos:

I) H2C = C = CH2
II) H2C = CH − CH = CH − CH3
III) H2C = CH − CH = CH2

(   ) penta-1,3-dieno
(   ) buta-1,3-dieno
(   ) propadieno

15) Marque a alternativa que fornece a classificação correta dos alcadienos quanto à cadeia carbônica.

a) cadeia carbônica acíclica (aberta), insaturada por uma ligação dupla.
b) cadeia carbônica cíclica (alifática), insaturada, contendo duas ligações duplas.
c) cadeia carbônica acíclica (alifática), saturada, contendo duas ligações duplas.
d) cadeia carbônica acíclica (alifática), insaturada, contendo duas ligações duplas.
e) cadeia carbônica cíclica (fechada), insaturada, contendo uma ligação tripla.

16) Marque a opção que traz as nomenclaturas corretas para os alcadienos ilustrados a seguir:
I)
II)

III)
a)
I) 5-metil-2,4-hexadieno
II) 2,6-dibromo-1,4-heptadieno
III) 2-cloro-1,3-ciclohexadieno
b)
I) 5-metil-1,3-hexadieno
II) 2,6-dibromo-2,5-heptadieno
III) 2-cloro-1,3-ciclohexadieno
c)
I) 5-metil-1,3-hexadieno
II) 2,6-dibromo-2,5-heptadieno
III) 2-cloro-2,4-ciclohexadieno.

17) (UFU-MG) A substância de fórmula C8H16 representa um:

a) alcano de cadeia aberta.   b) alceno de cadeia aberta.
c) alcino de cadeia aberta.    d) composto aromático.           e) alcino de cadeia fechada.

    18) (UFSC) Um alcano encontrado nas folhas de repolho contém em sua fórmula 64 átomos de hidrogênio. Quantos átomos de carbono esse composto apresentam?

Em relação aos alcenos, indique:

a) Qual a fórmula estrutural e o nome do alceno que apresenta 12 hidrogênios na fórmula e a ligação dupla entre dois carbonos centrais;
b) Qual a fórmula estrutural e o nome de um alceno de cadeia normal e com 8 átomos de carbono;
c) Qual a fórmula molecular e a massa molecular de um alceno com 15 carbonos na molécula.

      19) Quais dos Compostos abaixo são classificados como ciclanos na química orgânica. 


     a) C4H10       b)       c) C6H12      d) C4H6       e) C3H6

20) (UFSCar-SP) Considere as afirmações seguintes sobre hidrocarbonetos.

   
   I) Hidrocarbonetos são compostos orgânicos constituídos somente de carbono e hidrogênio.
   II) São chamados de alcenos somente os hidrocarbonetos insaturados de cadeia linear.
   III) Cicloalcanos são hidrocarbonetos alifáticos saturados de fórmula geral CnH2n.
   IV)São hidrocarbonetos aromáticos: bromobenzeno, p-nitrotolueno e naftaleno.

  São corretas as afirmações:

  a) I e III, apenas.
  b) I, III e IV, apenas.
  c) II e III, apenas.
  d) III e IV, apenas.
  e) I, II e IV, apenas.

   21) Identifique o alcino nas moléculas abaixo:
  
    a) H3C – CH2 – OH.
    b) H2C = CH – CH3.
    c) H2C = C = CH2.
    d) HC C – CH3.
    e) CH4.

22) (Vunesp-SP) O octano é um dos principais constituintes da gasolina, que é uma mistura de hidrocarbonetos. A fórmula molecular do octano é:


 a) C8H18

       b) C8H16
      c) C8H14
      d) C12H24
      e) C18H38

    Gabarito:

  1) D  2) A  3) A  4) E  5) B  6) C  7) D  8) C  9) Cadeia aberta são os: alcanos, alcenos e alcinos e os de cadeia fechada são os: alcadienos, cicloalcanos, cicloalcenos e hidrocarbonetos aromáticos.  10) A  11) A  
   12)
 

13)  a)  Butanal  b)  Heptanal  c)  Propanodial  d) Heptanodial  e)  3,4-dimetil-hexanal
f)  2-etil-3,3-dimetil-pentanal  14) (II) penta-1,3-dieno  (III) buta-1,3-dieno   (I) propadieno
15) cadeia carbônica acíclica (alifática), insaturada, contendo duas ligações duplas.  16) b)
I) 5-metil-1,3-hexadieno   II) 2,6-dibromo-2,5-heptadieno   III) 2-cloro-1,3-ciclohexadieno
17) B  18) Sabendo da fórmula geral dos alcanos:

CnH2n+2 chegamos ao resultado...

A quantidade de H é definida pela quantidade indicada no índice do Hidrogênio.

2n+2 = 64
N = 64-2
n=62/2
n=31,
ou seja 31 átomos de Carbono.
19) E  20) A  21) D  22) A


5 comentários:

  1. a resposta da questão 10 está correta? favor verificar, bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está sim, neste caso no quinto carbono, a cadeia desce e vira, formando uma cadeia com oito atomos de carbono, assim octanal :)

      Excluir
  2. Olá! Gostei do material fornecido. Resolvi as questões, mas surgiram algumas dúvidas, gostaria de pedir explicação das questões 3 e 19. A questão três afirma que hidrocarbonetos são formados apenas de hidrogênio e carbono, realmente estudamos desse modo. Entretanto, pode-se realmente afirmar que hidrocarbonetos são formados apenas desses dois elementos, mesmo encontrando compostos com heteroátomos? Outra dúvida da mesma questão, relativa a afirmação III, é que o clicoalcano é um composto cíclico e não alifático, certo? E na questão 19, tanto a opção "C", assim como a "E", estão corretas, não? Os dois compostos apresentam a fórmula geral do ciclano: CnH2n. Enfim, agradeço desde já pelo fornecimento do material e, se possível, ficaria muito contente diante da resolução das minhas dúvidas. Obrigada!

    ResponderExcluir