quinta-feira, 9 de maio de 2013

Regência verbal - resumo (com questões)


Regência Verbal

ASPIRAR

O verbo aspirar pode ser transitivo direto ou transitivo indireto.

Transitivo direto: quando significa “sorver”, “tragar”, “inspirar” e exige complemento sem preposição.

- Ele aspirou o perfume da amada.
- Todos nós gostamos de aspirar o ar do campo.

Transitivo indireto: quando significa “pretender”, “desejar”, “almejar” e exige complemento com a preposição “a”.

- Raul aspirava a uma posição de destaque na empresa.
- Ele sempre aspirou a esse cargo.

Obs: Quando é transitivo indireto não admite a substituição pelos pronomes lhe(s). Devemos substituir por “a ele(s)”, “a ela(s)”.

- Aspiras a este cargo?
- Sim, aspiro a ele. (e não “aspiro-lhe”).

ASSISTIR

O verbo assistir pode ser transitivo indireto, transitivo direto e intransitivo.

Transitivo indireto: quando significa “ver”, “presenciar”, “caber”, “pertencer” e exige complemento com a preposição “a”.

- Assisti a um filme. (ver)
- Ele assistiu ao jogo.
- Este direito assiste aos alunos. (caber)

Transitivo direto: quando significa “socorrer”, “ajudar” e exige complemento sem preposição.

- O médico assiste o ferido. (cuida)

Obs: Nesse caso o verbo “assistir” pode ser usado com a preposição “a”.

- Assistir ao paciente.

Intransitivo: quando significa “morar” exige a preposição “em”.

- O papa assiste no Vaticano. (no: em + o)
- Eu assisto no Rio de Janeiro.

“No Vaticano” e “no Rio de Janeiro” são adjuntos adverbiais de lugar.

CHAMAR


Transitivo direto, quando significar convocar.
- Chamei todos os sócios, para participarem da reunião.

Transitivo indireto, com a preposição POR, quando significar invocar.
- Chamei por você insistentemente, mas não me ouviu.

Transitivo direto e indireto, com a preposição A, quando significar repreender.
- Chamei o menino à atenção, pois estava conversando durante a aula.
- Chamei-o à atenção.

A expressão "chamar a atenção de alguém" não significa repreender, e sim fazer se notado (O cartaz chamava a atenção de todos que por ali passavam)

* Pode ser transitivo direto ou indireto, com a preposição A, quando significar dar qualidade. A qualidade (predicativo do objeto) pode vir precedida da preposição DE, ou não.

- Chamaram-no irresponsável.
- Chamaram-no de irresponsável.
- Chamaram-lhe irresponsável.
- Chamaram-lhe de irresponsável.


VISAR

Pode ser transitivo direto (sem preposição) ou transitivo indireto (com preposição).
Quando significa “dar visto” e “mirar” é transitivo direto.

- O funcionário já visou todos os cheques. (dar visto)
- O arqueiro visou o alvo e atirou. (mirar)

Quando significa “desejar”, “almejar”, “pretender”, “ter em vista” é transitivo indireto e exige a preposição “a”.

- Muitos visavam ao cargo.
- Ele visa ao poder.

Nesse caso não admite o pronome lhe(s) e deverá ser substituído por a ele(s), a ela(s). Ou seja, não se diz: viso-lhe.

Obs: Quando o verbo “visar” é seguido por um infinitivo, a preposição é geralmente omitida.

- Ele visava atingir o posto de comando.

ESQUECER – LEMBRAR 

- Lembrar algo – esquecer algo
- Lembrar-se de algo – esquecer-se de algo (pronominal)

No 1º caso, os verbos são transitivos diretos, ou seja exigem complemento sem preposição.

- Ele esqueceu o livro.

No 2º caso, os verbos são pronominais (-se, -me, etc) e exigem complemento com a preposição “de”. São, portanto, transitivos indiretos.

- Ele se esqueceu do caderno.
- Eu me esqueci da chave.
- Eles se esqueceram da prova.
- Nós nos lembramos de tudo o que aconteceu.

Há uma construção em que a coisa esquecida ou lembrada passa a funcionar como sujeito e o verbo sofre leve alteração de sentido. É uma construção muito rara na língua contemporânea , porém, é fácil encontrá-la em textos clássicos tanto brasileiros como portugueses. Machado de Assis, por exemplo, fez uso dessa construção várias vezes.

- Esqueceu-me a tragédia. (cair no esquecimento)
- Lembrou-me a festa. (vir à lembrança)

O verbo lembrar também pode ser transitivo direto e indireto (lembrar alguma coisa a alguém ou alguém de alguma coisa).

PREFERIR

É transitivo direto e indireto, ou seja, possui um objeto direto (complemento sem preposição) e um objeto indireto (complemento com preposição)

- Prefiro futebol a teatro.
- Prefiro passear a ver TV.

Não é correto dizer: “Prefiro cinema do que teatro”.

SIMPATIZAR e ANTiPATIZAR

Ambos são transitivos indiretos e exigem a preposição “com”.

- Não simpatizei com os alunos.
- Antipatizei com meu vizinho.

QUERER

Pode ser transitivo direto (no sentido de “desejar”) ou transitivo indireto ( no sentido de “ter afeto”, “estimar”).

- A criança quer brincar.
- Quero a meus pais.

NAMORAR 

É transitivo direto, ou seja, não admite preposição.

- Mariana namora Jonas.

Obs: Não é correto dizer: “Maria namora com João”.

OBEDECER e DESOBEDECER

É transitivo indireto, ou seja, exige complemento com a preposição “a” (obedecer/desobedecer a).

- Devemos obedecer aos pais.
- Desobedeceu à mãe.

Obs: embora seja transitivo indireto, esse verbo pode ser usado na voz passiva.

- A fila não foi obedecida.
- A regra foi desobedecida.

VER

É transitivo direto, ou seja, não exige preposição.

- Ele viu o filme.

AGRADAR

No sentido de acariciar ou contentar (pede objeto direto - não tem preposição).

- Agrado minhas filhas o dia inteiro.

- Para agradar o pai, ficou em casa naquele dia.

no sentido de ser agradável, satisfazer (pede objeto indireto - tem preposição "a").

- As medidas econômicas do Presidente nunca agradam ao povo.



ATENDER

Atender pode ser transitivo direto ou indireto, com a preposição a.

- Atenderam o meu pedido prontamente.
- Atenderam ao meu pedido prontamente.

No sentido de deferir ou receber (em algum lugar) pede objeto direto

No sentido de tomar em consideração, prestar atenção pede objeto indireto com a preposição a.

- Atenda ao cliente.

Se o complemento for um pronomes pessoal referente a pessoa, só se emprega a forma objetiva direta (O diretor atendeu os interessados ou aos interessados / O diretor atendeu-os).


CUSTAR

No sentido de ser difícil será transitivo indireto, com a preposição A. Nesse caso, terá como sujeito aquilo que é difícil, nunca a pessoa, que será objeto indireto.

- Custou-me acreditar em Hipocárpio.
- Custa a algumas pessoas permanecer em silêncio.

No sentido de causar transtorno, dar trabalho será intransitivo, com a preposição A.

- Sua irresponsabilidade custou sofrimento a toda a família.

No sentido de ter preço será transitivo direto.

- Estes sapatos custaram R$ 50,00.

MORAR, RESIDIR, SITUAR-SE (Intransitivo)

Seguidos da preposição EM e não com a preposição A, como muitas vezes acontece.

- Moro em Londrina.
- Resido no Jardim Petrópolis.
- Minha casa situa-se na rua Cassiano.


RESPONDER

Transitivo indireto, com a preposição A, quando possuir apenas um complemento.

- Respondi ao bilhete imediatamente.
- Respondeu ao professor com desdém.

Nesse caso, não aceita construção de voz passiva.

Transitivo direto com objeto direto para expressar a resposta (respondeu o quê?)

- Ele apenas respondeu isso e saiu.


REVIDAR (TI)

- Ele revidou ao ataque instintivamente.


COMPARECER (Intransitivo)

- Compareceram na sessão de cinema.
- Compareceram à sessão de cinema.


COMUNICAR (TD e I)

Admite duas construções alternando algo e alguém entre OD e OI.

- Comunico-lhe meu sucesso.
- Comunico meu sucesso a todos.


PAGAR/PERDOAR

a - se tem por complemento uma palavra que denote algo: não exige preposição. 
- Ele pagou a conta do banco.

b - se tem por complemento uma palavra que denote pessoa: é regido pela preposição “a”. 
- Perdoou a todos os inimigos.


CONSISTIR

Tem complemento introduzido pela preposição "em".

- A modernidade verdadeira consiste em direitos iguais para todos.


GOZAR

Transitivo direto ou transitivo indireto com a preposição DE.

- Gozava boa saúde. / Gozava de boa saúde.

SATISFAZER

Transitivo direto ou indireto.

- Era difícil conseguir satisfazê-la. / Era difícil conseguir satisfazer-lhe.

ALMEJAR

Transitivo direto ou indireto.

Almejamos a paz entre as nações. / Almejamos pela paz entre as nações.


COMPARAR

Quando seguido de dois objetos, esse verbo admite as preposições "a" ou "com" para introduzir o complemento indireto.

- Comparei seu comportamento ao (ou com o) de uma criança.

PEDIR


Esse verbo pede objeto direto de coisa (geralmente na forma de oração subordinada substantiva) e indireto de pessoa.

- Pedi-lhe                favores.
  Objeto Indireto    Objeto Direto
                                     
- Pedi-lhe                     que mantivesse em silêncio.
Objeto Indireto           Oração Subordinada Substantiva
                                                           Objetiva Direta

IMPLICAR

1) Como transitivo direto, esse verbo tem dois sentidos:

a) dar a entender, fazer supor, pressupor

- Suas atitudes implicavam um firme propósito.
b) Ter como consequência, trazer como consequência, acarretar, provocar:

- Liberdade de escolha implica amadurecimento político de um povo.

2) Como transitivo direto e indireto, significa comprometer, envolver

- Implicaram aquele jornalista em questões econômicas.

Obs.: no sentido de antipatizar, ter implicância, é transitivo indireto e rege com preposição "com".

- Implicava com quem não trabalhasse arduamente.


PROCEDER

1) Proceder é intransitivo no sentido de ser decisivo, ter cabimento, ter fundamento ou portar-se, comportar-se, agir. Nessa segunda acepção, vem sempre acompanhado de adjunto adverbial de modo.

As afirmações da testemunha procediam, não havia como refutá-las.

- Você procede muito mal.

2) Nos sentidos de ter origem, derivar-se (rege a preposição" de") e fazer, executar (rege complemento introduzido pela preposição "a") é transitivo indireto.

- O avião procede de Maceió.
- Procedeu-se aos exames.
- O delegado procederá ao inquérito.

AJUDAR


Aparece como transitivo direto e transitivo direto e indireto.

- Ela ajudava a minha irmã. Nós ajudávamos papai a limpar o quintal.


Informar, avisar, advertir, certificar, comunicar, lembrar, noticiar, notificar, prevenir:

São verbos transitivos diretos e indiretos, admitindo duas construções:
“Quem informa, informa algo a alguém”;
“Quem informa, informa alguém de/sobre algo.”

- Informamos aos usuários que não nos responsabilizamos por furtos ou roubos.
- Informamos os usuários de que não nos responsabilizamos por furtos ou roubos.


CASAR

Será verbo intransitivo quando por si só apresentar sentido completo.
Eles casaram (ou se casaram – na qualidade de pronome reflexivo).Será verbo transitivo indireto quando requisitar um complemento regido pelo uso da preposição:

- Ele se casou com a melhor amiga.Será verbo transitivo direto e indireto quando requisitar os dois complementos:

- O vizinho casou sua filha com meu primo.

ABDICAR

Pode ser verbo transitivo direto ou indireto, com a preposição de, e também verbo intransitivo.

- O Imperador abdicou o trono.
- O Imperador abdicou do trono.
- O Imperador abdicou.

PROIBIR

Pode ser verbo transitivo direto. Proibir alguma coisa: 
- A lei brasileira proíbe o aborto.

Pode ser verbo transitivo indireto. Proibir alguém de alguma coisa / Proibir alguma coisa a alguém: 

- O pai proibiu o filho de viajar.
- A ANVISA proíbe oferecer premios à indústria farmacêutica.


Fonte: brasilescola.com
            soportugues.com.br



Exercícios sobre regência verbal

1) (UFPA) Assinale a alternativa que contém as respostas corretas.

I. Visando apenas os seus próprios interesses, ele, involuntariamente, prejudicou toda uma família.
II. Como era orgulhoso, preferiu declarar falida a firma a aceitar qualquer ajuda do sogro.
III. Desde criança sempre aspirava a uma posição de destaque, embora fosse tão humilde.
IV. Aspirando o perfume das centenas de flores que enfeitavam a sala, desmaiou.

a) II, III, IV
b) I, II, III
e) I, III, IV
d) I, III
e) I, II 

2) (FMU-SP) Assinale a única alternativa incorreta quanto à regência do verbo.


a) Perdoou nosso atraso no imposto.

b) Lembrou ao amigo que já era tarde.
c) Moraram na rua da Paz.
d) Meu amigo perdoou ao pai.
e) Lembrou de todos os momentos felizes.

3) (FGV-SP) Assinale a alternativa em que há erro de regência verbal.


a) Os padres das capelas que mais dependiam do dinheiro desfizeram-se em elogios à garota.
b) As admoestações que insisti em fazer ao rábula acabaram por não produzir efeito algum.
e) Nem sempre o migrante, em cujas faces se refletia a angústia que lhe ia na alma, tinha como resolver a situação.
d) Era uma noite calma que as pessoas gostavam, nem fria nem quente demais.
e) Nem sempre o migrante, cujas faces refletiam a angústia que lhe ia na alma, tinha como resolver a situação.

4) (UFG) Indique a alternativa correta.

a) Sempre pago pontualmente minha secretária.
b) Você não lhe viu ontem.
e) A sessão fora assistida por todos os críticos.
d) Custei dois anos para chegar a doutor.
e) O ideal a que visavam os parnasianos era a perfeição estética.

5)  (Mack-SP) Assinale a alternativa incorreta quanto à regência verbal:

a) Ele custará muito para me entender.
b) Hei de querer-lhe como se fosse minha filha.
c) Em todos os recantos do sítio, as crianças sentem-se felizes, porque aspiram o ar puro.
d) O presidente assiste em Brasília há quatro anos.
e) Chamei-lhe sábio, pois sempre soube decifrar os enigmas da vida.

6)  (Conc. Investigador de Policia) Assinale a alternativa que apresenta um desvio em relação à regência verbal.

a) Simpatizei com toda a diretoria e com as novas orientações.
b) Há alguns dos novos diretores com os quais não simpatizamos.
c) A firma toda não se simpatizou com a nova diretoria.
d) Somente o tesoureiro não simpatizou com a nova diretoria.

7) (Conc. Escrivão de Polícia) Assinale a alternativa em que o significado do verbo apontado entre parênteses não corresponde à sua regência.

a) Com sua postura séria, o diretor assistia todos os funcionários dos departamentos da empresa. (ajudar)
b) No grande auditório, o público assistiu às apresentações da Orquestra Experimental. (ver)
c) Esta é uma medida que assiste aos moradores da Vila Olímpia. (caber)
d) Estudantes brasileiros assistem na Europa, durante um ano. (observar)

8)  (Conc. Analista de Sistemas - Banco Central) Os trechos a seguir constituem um texto. Assinale a opção que apresenta erro de regência.

a) Desde abril, já é possível perceber algum decréscimo da atividade econômica, com queda da produção de bens de consumo duráveis, especialmente eletrodomésticos, e do faturamento real do comércio varejista.
b) Apesar da queda da inflação em maio, espera-se aceleração no terceiro trimestre, fenômeno igual ao observado nos dois últimos anos, em decorrência da concentração de aumentos dos preços administrados.
c) Os principais focos de incerteza em relação às perspectivas para a taxa de inflação nos próximos anos referem-se a evolução do preço internacional do petróleo, o comportamento dos preços administrados domésticos e o ambiente econômico externo.
d) Desde maio, porém, entraram em foco outros fatores: o racionamento de energia elétrica, a intensificação da instabilidade política interna e a depreciação acentuada da taxa de câmbio.
e) A mais nova fonte de incerteza é o choque derivado da limitação de oferta de energia elétrica no País, pois há grande dificuldade em se avaliar seus efeitos com o grau de precisão desejável.
(Trechos adaptados do Relatório de Inflação - Banco Central do Brasil, junho de 2001- v. 3, 1° 2, p. 7 e 8)

9) (UPM - SP) A regência verbal está errada em: 

a) Esqueceu-se do endereço.
b) Não simpatizei com ele.
c) O filme a que assistimos foi ótimo.
d) Faltou-me completar aquela página.
e) Aspiro um alto cargo político.

10) (FESP) Observe a regência verbal e assinale a opção falsa:

a – (  ) Avisaram-no que chegaríamos logo.
b – (  ) Informei-lhe a nota obtida.
c - (  ) Os motoristas irresponsáveis, em geral, não obedecem aos sinais de trânsito.
d – (  )Há bastante tempo que assistimos em São Paulo.  
e – (  ) Muita gordura não implica saúde.

11) (FUVEST) Indique a alternativa correta:

a) Preferia brincar do que trabalhar.
b) Preferia mais brincar a trabalhar.
c) Preferia brincar a trabalhar.
d) Preferia brincar à trabalhar.
e) Preferia mais brincar que trabalhar.

12) Indique a alternativa incorreta quanto à regência do verbo “esquecer”:

a) Esqueci a fisionomia dela.
b) Esqueci-me da fisionomia dela.
c) Esqueceu-se da fisionomia dela.
d) Esqueci-me a fisionomia dela.

13) (FCMSCSP) Quando chamar tem o sentido de “qualificar”, pode-se construir o período, por exemplo, com objeto direto mais predicativo. Tudo isso se observa na alternativa:

a) João é alto, mas treinador nenhum chama-o para jogar.
b) Era a viúva a chamar pelo falecido.
c) Os inimigos chamam-lhe de traidor do povo.
d) Chamei pelo colega em voz alta.
e) Alguns chamam-no de fiscal.

14) (Fiocruz-RJ) Assinale a frase onde a regência do verbo assistir está errada.

a) Assistimos um belo espetáculo de dança a semana passada.
b) Não assisti à missa.
c) Os médicos assistiram os doentes durante a epidemia.
d) O técnico assistiu os jogadores.

15) (Fuvest) Assinale a alternativa que preencha corretamente os espaços.

Posso informar _____ senhores _____ ninguém, na reunião, ousou aludir _____ tão delicado assunto.
a) aos – de que – o
b) aos – de que – ao
c) aos – que – à
d) os – que – à
e) os – de que – a.

16) (FEI-SP) Assinalar a alternativa que apresenta incorretamente a regência verbal.

a) Ela custou muito a entender a explicação.
b) Não lhe assiste direito nenhum.
c) O pai ensinara-os a respeitar os mais velhos.
d) Respondeu com segurança a todas as questões.
e) Informei-o da chegada do presidente

17) (UECE) Não ocorre erro de regência em:

a) A equipe aspirava o primeiro lugar.
b) Obedeça aos mais experientes.
c) Deu a luz a vizinha a três crianças sadias.
d) O verdadeiro amor sucede freqüentes contatos.

18) (Fuvest) Assinale a alternativa gramaticalmente correta:

a) Não tenho dúvidas que ele vencerá.
b) O escravo ama e obedece a seu senhor.
c) Prefiro estudar de que trabalhar.
d) O livro que te referes é célebre.
e) Se lhe disseram que não o respeito, enganaram-no.

19) (UFPEL) A frase que não apresenta problema(s) de regência, levando em consideração a língua escrita, é:

a) Preferiu sair antes do que ficar até o fim da peça.
b) O cargo a que todos visavam já foi preenchido.
c) Lembrou de que precisava voltar ao trabalho.
d) As informações que dispomos não são suficientes para esclarecer o caso.
e) Não tenho dúvidas que ele chegará breve.

20) (UEPG) A alternativa incorreta de acordo com a gramática da língua culta é:

a) Obedeço o regulamento.
b) Custa crer que eles brigam.
c) Aspiro o ar da manhã.
d) Prefiro passear a ver televisão.
e) O caçador visou o alvo.

21) O exercício abaixo consiste em substituir a expressão destacada pela forma verbal apropriada do verbo entre parênteses. Você deverá fazer todas as demais modificações necessárias.

a)  Nunca sorvi perfume tão agradável! (aspirar)
b)  Queremos obter uma vida mais decente. (aspirar)
c)  Há adestradores que dizem ser pouco recomendável acariciar os filhotes de cães. (agradar)
d)  Ele fez tudo para satisfazer o inexorável sogro que Deus lhe deu. (agradar)
e)  Uma equipe médica foi formada para tratar o paciente. (assistir)
f)  Há anos não presencio uma partida tão empolgante. (assistir)
g)  Esse é um direito que pertence a todos nós. (assistir)
h) Ainda tenho de rubricar alguns papéis. (visar)
i) As últimas medidas tomadas têm como objetivo o saneamento das finanças. (visar)
j) Tenho grande afeição por ele. (querer)
l) Sempre cobicei um exemplar da primeira edição da História do Brasil, de Murilo Mendes. (querer)

22) De acordo com a norma culta, a frase em que se teve o cuidado de obedecer à regência é:

a) o Colégio São Geraldo, sito a Rua da União, encerrou suas atividades;
b) o preço fixado tornou-se compatível de minhas posses;
c) as regras do jogo não são passíveis por mudanças;
d) sua decisão implica uma mudança radical;
e) prefiro o cinema mais do que o teatro.

23) O verbo sublinhado foi empregado corretamente, EXCETO em:

a) aspiro à carreira militar desde criança;
b) dado o sinal, procedemos à leitura do texto.
c) a atitude tomada implicou descontentamento;
d) prefiro estudar Português a estudar Matemática;
e) àquela hora, custei a encontrar um táxi disponível.

24) Assinale a única alternativa que está de acordo com as normas de regência da língua culta.

a) avisei-o de que não desejava substituí-Io na presidência, pois apesar de ter sempre servido à instituição, jamais aspirei a tal cargo;
b) avisei-lhe de que não desejava substituí-lo na presidência, pois apesar de ter sempre servido a instituição, jamais aspirei a tal cargo;
c) avisei-o de que não desejava substituir- lhe na presidência, pois apesar de ter sempre servido à instituição, jamais aspirei tal cargo;
d) avisei-lhe de que não desejava substituir-lhe na presidência, pois apesar de ter sempre servido à instituição, jamais aspirei a tal cargo;
e) avisei-o de que não desejava substituí-lo na presidência, pois apesar de ter sempre servido a instituição, jamais aspirei tal cargo.

25) Assinale a opção em que o verbo chamar é empregado com o mesmo sentido que
apresenta em ________ “No dia em que o chamaram de Ubirajara, Quaresma ficou reservado, taciturno e mudo”:

a) pelos seus feitos, chamaram-lhe o salvador da pátria;
b) bateram à porta, chamando Rodrigo;
c) naquele momento difícil, chamou por Deus e pelo Diabo;
d) o chefe chamou-os para um diálogo franco;
e) mandou chamar o médico com urgência.

26) Assinale a alternativa correta quanto à regência verbal. 

a) Regressando na escola, viu os amigos. 
b) Dirija-se no próximo caixa. 
c) Chegamos ao colégio atrasados. 
d) Eu sempre custo a crer nas coisas. 
e) Ela investiu para o rapaz e o agrediu.

27)  Assinale a alternativa correta quanto à regência verbal 

a) Vamos assistir um bom filme. 
b) Assisto em São Paulo. 
c) Esqueci do livro. 
d) Esqueci-me o livro. 
e) Atenda o telefone!

28) Assinale a opção que apresenta a regência verbal incorreta, de acordo com a norma culta da língua: 

a) Os sertanejos aspiram a uma vida mais confortável. 
b) Obedeceu rigorosamente ao horário de trabalho do corte de cana. 
c) O rapaz presenciou o trabalho dos canavieiros. 
d) O fazendeiro agrediu-lhe sem necessidade. 
e) Ao assinar o contrato, o usineiro visou, apenas, ao lucro pretendido.

29) (GAMA FILHO) Assinale a frase em que há erro de regência verbal.

a) O desmatamento implica destruição e fome.
b) Chegamos na cidade antes do anoitecer.
c) Jonas reside na Rua das Marrecas.
d) Avisei-o de que devia partir.
e) Os ambientalistas assistiram a uma conferência.

30) Aponte a frase que apresenta incorreção de regência verbal.

a) Mário pagou o carro.
b) A moça perdoou a indiscrição do colega.
c) Antônio deixou de pagar o ajudante ontem.
d) Perdoemos aos que nos ofendem.

31) Assinale a frase que não pode ser completada com o que vai nos parênteses.

a) Pagarei......alguns empregados hoje à noite. (a)
b) Naquela época, meu sobrinho assistia......Belo Horizonte. (em)
c) Não implique......o colega. (com)
d) Quando morava no campo, aspirava.......ar puro e sentia-se bem. (ao)

32) Marque o erro de regência verbal.

a) Prefiro estudar que trabalhar.
b) À cerveja prefiro o leite.
c) Prefiro leite a cerveja.
d) Prefiro este nome àquele que ele propôs.

33) (Fundação Carlos Chagas)…umas das poucas formas de circulação da renda monetária provém justamente do rendimento daquelas duas categorias.
A frase cujo verbo exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima é:

a) Um dos resultados favoráveis da pesquisa diz respeito ao aumento da renda média do trabalhador.
b) Houve queda no nível de desigualdade nos rendimentos obtidos por trabalhadores do sexo masculino e naqueles obtidos por mulheres.
c) A pesquisa remete a conclusões otimistas acerca da queda da desigualdade social no Brasil, apesar da permanência da violência urbana.
d) Os dados da pesquisa assinalam uma recuperação significativa do rendimento médio do trabalhador, especialmente em algumas regiões.
e) Os dados, apesar de positivos, mostram um quadro social ainda bastante violento, contrário a qualquer comemoração mais otimista.

Rasure a Concordância Incorreta. Exemplo:
• O caçador visou [o / ao] alvo.

34. [Esqueci / Esqueci-me] todo o dinheiro em casa.
35. [Esqueci-me / Esqueci] de todo o dinheiro em casa.
36. Não [esquecerei / me esquecerei] de você, Carla.
37. Elas moram [à / na] Luis guimarães.
38. O cargo está vago, mas não [lhe aspiro / aspiro a ele].
39. Todos em casa assistem [telenovelas / a telenovelas].
40. Trata-se de um direito que assiste [o / ao] presidente.
41. Ópera é gratuita, mas ninguém quis [assisti-la / assistir a ela].
42. A empregada aspirou [o pó / ao pó] do carpete.
43. Você já pagou [o / ao] dentista e [o / ao] médico.
44. O pai ainda não perdoou [a / à] filha.
45. Domingo não saí [na / à] rua, só [no / ao] terraço.
46. O Governo paga muito mal [os / aos] médicos.
47. Você [se lembra / lembra] dela.
48. Aos domingos meu pai vai [ao / no] Morumbi.
49. Nunca namorei [com essa / essa] mulher.
50. Só namoro [com gente / gente] fina.
51. Prefiro ser prejudicado [do que / a] prejudicar os outros.
52. Prefiro a companhia de Paulo [que a / a] de Joaquim.
53. Prefiro crítica sincera [do que / a] elogios exagerados.
54. [Esqueci / Esqueci-me] meu livro.
55. [Esqueci / Esqueci-me] da promessa.
56. Ainda [lembro / me lembro] do nosso carro.
57. Morávamos [à / na] Praça dos Mártires.
58. Deus perdoe [aos /os] nossos pecados.
59. Pagou [à /a] dívida.
60. Sempre antipatizei [com todos / a todos].
61. Eles obedeciam [os / aos] estatutos?
62. Preferia [mais o / o] campo [do que a / a] cidade.
63. Os corpos obedecem [leis / às leis] da gravidade.

64) Assinale o erro de regência verbal.

a) Ele assistia com carinho os enfermos daquele hospital.
b) Não quero assistir esse espetáculo.
c) Carlos sempre assistiu em Belo Horizonte.
d) Não deixe de assistir àquele jogo.

65) (UFAM) Assinale o item em que há erro quanto à regência:

a) São essas as atitudes das quais discordo.
b) Há muito já lhe perdoei.
c) Informo-lhe de que paguei o colégio.
d) Costumo obedecer a preceitos éticos.
e) Visava a um bom emprego.

66)  (UNIMEP-SP) Quando implicar tem sentido de “acarretar”, “produzir como consequência”, constrói-se a oração com objeto direto, como se vê em:

a) Quando era pequeno, todos sempre implicavam comigo.
b) Todos implicam com gremistas.
c) Pelo que diz o assessor, isso implica em gastos.
d) O atraso no pagamento do carnê implica em juros.
e) Uma nova briga implicará situação desconfortável.

67) Aponte a alternativa incorreta:

a) Valdeci procede de Ibititá.
b) A moça aceitou o convite feito por Anderson.
c) Queremos muito aos nossos mestres.
d) O juiz procedeu o início do jogo.
e) Todas estão corretas.

68) (FGV) Nas questões abaixo, ocorrem espaços vazios. Para preenchê-los, escolha um dos seguintes verbos: fazer, transpor, deter, ir. Utilize a forma verbal mais adequada. 

1) Se _______________ dias frios no inverno, talvez as coisas fossem diferentes.
2) Quando o cavalo ________________ todos os obstáculos, a corrida terminará.
3) Se o cavalo _______________ mais facilmente os obstáculos, alcançaria com mais folga a linha de chegada.
4) Se a equipe econômica não se __________________ nos aspectos regionais e considerar os aspectos globais, a possibilidade de solução será maior.
5) Caso ela ______________ ao jogo amanhã, deverá pagar antecipadamente o ingresso.

69)  (ENG. MACK) As formas que completariam o período “Pagando parte de suas dívidas anteriores, o comerciante ________________ novamente seu armazém, sem que se __________ com seus credores, para os quais voltou a merecer confiança”, seriam:

a)  proveu – indispusesse
b)  proviu – indispuzesse
c)  proveio – indispuzesse
d)  proveio – indispusesse
e) n.d.a.

70) (FUVEST) Complete as frases abaixo com as formas corretas dos verbos indicados entre parênteses.

a) Quando eu _________________ os livros, nunca mais os emprestarei. (reaver)
b) Os alienados sempre ______________ neutros. (manter-se)
c) As provas que _____________ mais erros seriam comentadas. (conter)
d) Quando ele _________________ uma canção de paz, poderá descansar. (compor)

Gabarito:
1) A  2) E  3) D  4) E  5) A  6) C  7) D  8) C  9) E  10) A  11) C  12) D  13) E  14) A  15) E
16) A  17) B  18) E  19) B  20) A  21) a) ... aspirei perfume...    b) Aspiramos a uma vida... 
c) ... agradar os filhotes...   d) ... agradar ao inexorável…  e) ... assistir o paciente (ou assistir ao paciente),  f) ... assisto a uma partida...  g) ... assiste a todos nós.  h) ... visar alguns papéis,  
i) ... visam ao saneamento...  j) Quero-lhe muito.  l) ... quis um exemplar...
22) D  23) E  24) A  25) A  26) C  27) B  28) D  29) B  30) C  31) D  32) A  33) C  34) Esqueci todo o dinheiro em casa. (sem prep.) 35) Esqueci-me de todo o dinheiro em casa. (com prep.)  36 Não me esquecerei de você, Cláudia.  37) Eles moram na Rua Dias Ferreira (more em algum lugar). 38) O cargo está vago, mas não aspiro a ele. 39) Todos em casa assistem a telenovelas. 40) Trata-se de um direito que assiste (cabe) ao presidente. 41) A ópera é gratuita, mas ninguém quis assistir a ela. 42) A empregada aspirou (inalou) o pó do tapete. 43) Você já pagou ao dentista e ao médico. (pessoa). 44) O pai ainda não perdoou à filha (pessoa). 45) Domingo não saí à rua, só ao terraço. 46) O Estado paga muito mal aos professores (pessoa). 47) Você se lembra de mim. 48) Aos domingos meu pai vai ao maracanã. 49) Nunca namorei essa garota (nunca com). 50) Só namoro gente fina. 51) Prefiro ser prejudicado a prejudicar os outros (nunca do que).    52) Prefiro a companhia de Paulo a de Joaquim. 53) Prefiro crítica sincera a elogios exagerados. 54) Esqueci meu caderno de anotações.  55) Esqueci-me da promessa.  56) Ainda me lembro da casa que morávamos.  57) Morávamos na Praça Verde (mora-se em).  58) Deus perdoe os nossos pecados (coisa).     59) Pagou a dívida (coisa).  60) Sempre antipatizei com todos (sempre com)  61) Eles obedeciam aos estatutos?   62) Preferia o campo a cidade.  63) Os corpos obedecem às leis da gravidade.  64) B  65) C  66) E  67) D  68) 1) fizessem  2) transpuser  3) transpusesse  4) detiver   5) vá
69) A   70) a) reouver    b) mantêm / mantiveram   c) contivessem  d) compuser




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário: