terça-feira, 22 de janeiro de 2013

populismo no Brasil resumo


Populismo

Qual a semelhança entre a forma de governar de Getúlio Vargas, Eva Duarte Perón e Evo Morales? Os três são muito carismáticos e de grande prestígio popular. Em outras palavras, são populistas. Populismo é uma forma de governar baseada nas massas, onde o governante exerce uma influência muito grande sobre o povo e utiliza isso para obter apoio popular.

O líder populista procura estabelecer laços emocionais com o povo, e não racionais. Ele tem contato direto como o povo, não sendo necessária a presença de nenhum intermediário. É essa proximidade que gera nas pessoas, na maioria das vezes, de baixa renda, o sentimento de afeição pelo líder. Um exemplo disso foi Vargas, chamado de “pai dos pobres".

Aliás, Vargas foi o exemplo máximo do populismo no Brasil. Sua liderança carismática e empenho na aprovação de reformas trabalhistas que favoreceram ao operariado fizeram com que ele fosse aclamado pelas massas, no entanto, alegam alguns que suas medidas apenas fizeram com que os sindicatos e seus líderes se tornassem dependentes do Estado.

Entre outros exemplos de populismo na história, podemos citar o populismo russo do final do século XIX, que propunha uma radical reforma agrária; e o populismo americano, na mesma época, que procurou incentivar os agricultores através de uma política monetária que favorecesse a expansão da base monetária e do crédito. Outros casos de populismo mais recentes são os de Evo Morales, na Bolívia; e Hugo Chávez, na Venezuela.

No Brasil, Getúlio Vargas é o exemplo maior do populismo. Apesar de toda a repressão exercida por Vargas conseguiu ser democraticamente eleito pelo povo o que mostra sua popularidade diante das grandes massas. Seu “interesse” pelos pobres, o que o levou a ser apelidado de “pai dos pobres”, dá uma dimensão do populismo assumido por Getúlio Vargas. A manipulação das massas é compreensível na medida em que a industrialização fez migrar para as grandes cidades  um grande contingente de trabalhadores das zonas rurais como também de outros países. Estas massas vindas de diferentes lugares tinham dificuldades de organizar-se e, assim, preferiam confiar seus anseios àquele que se dizia um amigo, o líder populista.

Exercícios sobre o Populismo

1) (UDESC) Entre as décadas de 1930 e 1950 é possível observar a emergência de regimes denominados populistas em diferentes países latino-americanos.

Sobre esses regimes na América Latina na primeira metade do século XX, assinale (V) para as afirmativas verdadeiras e (F) paras as afirmativas falsas.

(   ) Regimes populistas, de forma geral, podem ser definidos como governos fortes e centralizados sob o domínio de líderes reformistas, ao mesmo tempo autoritários e carismáticos, com grande apoio popular.

(   ) Os principais representantes do populismo na America Latina são Evo Morales, na Bolívia; Hugo Chavez, na Venezuela; e Luiz Inácio Lula da Silva, no Brasil.

(   ) Os principais representantes do populismo nesse período foram Getúlio Vargas, no Brasil; Lázaro Cárdenas, no México; e Juan Domingo Perón, na Argentina.

(   ) No Brasil, por meio de forte propaganda política, promoção de grandes cerimônias públicas e da instituição de uma legislação social, Getúlio Vargas conseguiu fazer com que a maioria dos trabalhadores urbanos o identificasse como defensor das causas sociais e dos interesses nacionais.

(   ) Os governos populistas da Argentina, do Brasil e do México investiram na reforma agrária em uma forte política de redistribuição de renda, iniciando um período de grande prosperidade e desenvolvimento social na América Latina.

Assinale a alternativa que contém a seqüência correta, de cima para baixo.

a) F V F V V
b) V V F V V
c) V F V V F
d) F F V V F
e) V V V V V

2) (UDESC SC/2010)  Sobre o período que sucede o Estado Novo, até a ocorrência do Golpe Militar (1945-1964), é correto afirmar:

a) Durante este período, houve a fusão de interesses entre Jânio Quadros e João Goulart; uma vez na oposição, renunciaram em favor de uma junta militar e de um governo democrático.
b) Logo após o fim do Estado Novo, houve um processo de retomada dos preceitos autoritários, incluindo uma reedição da Constituição de 1937.
c) A redemocratização do país ocorreu somente a partir da implantação do Ato Institucional número 1, promulgado pelos militares.
d) Juscelino Kubitschek, como primeiro presidente a tomar posse em Brasília, implantou o regime autoritário no país.
e) Durante um curto período teve-se um governo parlamentarista.

3) (UNESP/SP) Patativa do Assaré (1909-2002) cantou, nos seus poemas populares, a vida difícil da população sertaneja do Nordeste.
Quando há inverno abundante
No meu Nordeste querido
Fica o pobre em um instante
Do sofrimento esquecido
Tudo é graça, paz e riso
Reina um verde paraíso
Por vale, serra e sertão
Porém não havendo inverno
Reina um verdadeiro inferno
De dor e de confusão
Fica tudo transformado
Sofre o velho e sofre o novo
Falta pasto para o gado
E alimento para o povo
E um drama de tristeza
Parece que a natureza
Trata a tudo com rigor
Com esta situação
O desumano patrão
Despede o seu morador
(Reprodução fiel à pontuação original.) De acordo com os versos do cordelista, a migração nordestina resulta

A - Da baixa qualificação profissional do sertanejo, contraposta ao desenvolvimento industrial do país.
B - Da estrutura política do sertão, caracterizada por conflitos entre famílias de poderes locais.
C - Das imposições do meio geográfico da região, associadas à natureza da propriedade fundiária.
D - Da religiosidade do camponês nordestino, que entende o sofrimento como determinação divina.
E - Do caráter itinerante da economia sertaneja, voltada para exportação de produtos naturais.

4) (UFF/RJ) Segundo alguns especialistas, o populismo foi um fenômeno político ímpar na história recente do Brasil, sendo definido como manipulação das massas populares por líderes carismáticos.
No entanto, há autores que consideram tal visão pouco elucidativa do fenômeno porque, em verdade:

A - o populismo teve vida efêmera na história política do país no século atual;
B - o populismo não deve ser visto como a manipulação das massas urbanas e rurais no Brasil recente;
C - o populismo é um fenômeno político que permanece inalterado no processo eleitoral brasileiro;
D - populismo e pacto social são um mesmo fenômeno político;
E - o populismo implicou o reconhecimento da presença das massas no cenário político nacional.

5) Segundo alguns especialistas, o populismo foi um fenômeno político ímpar na história recente do Brasil, sendo definido como manipulação das massas populares por líderes carismáticos.
No entanto, há autores que consideram tal visão pouco elucidativa do fenômeno porque, em verdade:

A - o populismo teve vida efêmera na história política do país no século atual;
B - o populismo não deve ser visto como a manipulação das massas urbanas e rurais no Brasil recente;
C - o populismo é um fenômeno político que permanece inalterado no processo eleitoral brasileiro;
D - populismo e pacto social são um mesmo fenômeno político;
E - o populismo implicou o reconhecimento da presença das massas no cenário político nacional.

6) (PUC-RS) "Façamos a revolução antes que o povo a faça". A frase, atribuída ao governador de Minas Gerais Antônio Carlos de Andrada, deixa entrever a ideologia política da Revolução de 30, promovida pelos interesses:

A - da burguesia cafeicultora de São Paulo, com vistas à valorização do café;
B - do operariado, com o objetivo de aprofundar a industrialização;
C - dos partidos de direita fascistas, no intuito de estabelecer um Estado forte;
D - das oligarquias dissidentes, aliadas ao Tenentismo pela reforma do Estado;
E - da burguesia industrial, na busca de uma política de livre iniciativa.

Gabarito:

1) C    2) E    3) C   4) E   5) E   6) D

Nenhum comentário:

Postar um comentário