sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Substantivos resumo



Substantivo

Tudo o que existe é ser e cada ser tem um nome. Substantivo é a classe gramatical de palavras variáveis, as quais denominam os seres. Além de objetos, pessoas e fenômenos, os substantivos também nomeiam:

-lugares: Alemanha, Porto Alegre...

-sentimentos: raiva, amor...

-estados: alegria, tristeza...

-qualidades: honestidade, sinceridade...

-ações: corrida, pescaria...


Você sabia que a palavra substantivo também pode ser um adjetivo?

Reproduzimos a seguir o verbete substantivo, do Dicionário de usos do português do Brasil, de Francisco S. Borba. Observe que as quatro primeiras acepções se referem à palavra em sua atuação como adjetivo.

Substantivo Adj [Qualificador de nome não animado]

1- que tem substância ou essência: destacava-se entre os homens hábeis daquele país o hábito de fazer uma conversa prosseguir horas a fio, sem que a proposta substantiva ganhasse clara configuração (REP); se olham as coisas não pelos resultados substantivos(VEJ);

2- essencial; profundo: eu te amo por você mesma, de um modo substantivo e positivo(LC)

3- fundamental; essencial: o submarino foi um elemento adjetivo na I Guerra Mundial e substantivo na II Guerra (VEJ)

4- que equivale a um substantivo, ou que o traz implícito: onde é que está a ideia substantiva no meio desses adjetivos?(CNT) . Nm

5- palavra que por si só designa a substância, ou seja, um ser real ou metafísico; palavra com que se nomeiam os seres, atos ou conceitos; nome: Há-kodesh é na origem um substantivo feminino (VEJ); Planctus era um particípio passado e não um substantivo (ACM)

Classificação dos Substantivos


1. Concreto: nomeiam seres existentes que possam gerar em nosso pensamento uma imagem concreta, podendo ser imaginários (anjos, alma, bruxa), ou reais (casas, cadeira).

2. Abstrato: como o próprio nome já diz é abstrato, que não tem como ser pego na mão ou jogado em algum lugar. São os sentimentos, as ações, as emoções, qualidade e um estado. Exemplo: beijo, vida, amor, ódio, frio, beleza e etc.

3. Próprio: dá nome aos seres, ou seja, o ser é nomeado particularmente, é representado pela letra inicial maiúscula. Exemplo: Maria, Terra, São Paulo, e etc.

4. Comum: nomeia um ser que participa de certa classe, genericamente. Exemplo: homem, cachorro, cidade, mesa, telefone, e etc.

5. Primitivo: são variadas palavras que se encaixam numa família etimológica, e que não deriva de nenhum outro nome. Exemplo: pobre, flor e etc.

6. Derivado: surge de outra palavra já existente na Língua, ou seja, é originado do primitivo (primeiro). Exemplo: pobreza, florista e etc.

7. Simples: possui somente um radical. Exemplo: água, tempo, rádio, caixa e etc.

8. Composto: possui mais de um radical, ou seja, é uma palavra composta. Exemplo: guarda-chuva, couve-flor, lança-perfume e etc.

Substantivo Coletivos


Vejamos alguns substantivos coletivos:

Substantivos Coletivos
AlcatéiaDe lobos
ArquipélagoDe ilhas
BancaDe examinadores
BandoDe aves, de ciganos, de malfeitores
CáfilaDe camelos
CancioneiroConjunto de canções, de poesias líricas
CardumeDe peixes
ChusmaDe gente, de pessoas
CorjaDe vadios, de tratantes, de velhacos, de ladrões
ElencoDe Atores
FarândolaDe ladrões, de desordeiros, de assassinos, de maltrapilhos, de vadios
FeixeDe lenha, de capim
GirândolaDe foguetes
JuntaDe bois, de médicos, de credores, de examinadores
MagoteDe pessoas, de coisas
ManadaDe bois, de búfalos, de elefantes
MatulaDe vadios, de desordeiros
MolhoDe chaves, de verdura
NinhadaDe pintos
QuadrilhaDe ladrões, de bandidos
RamalheteDe flores
RécuaDe bestas de carga
RodaDe pessoas
TalhaDe lenha
VaraDe porcos
ArmentoDe gado grande: bois, búfalos
AtilhoDe espigas
BandaDe músicos
Cacho(de bananas, de uvas)
CambadaDe malandros
CaravanaDe viajantes, de peregrinos, de estudantes
CholdraDe assassinos, de malandros, de malfeitores
ConstelaçãoDe estrelas
CoroDe anjos, de cantores
FalangeDe soldados, de anjos
FatoDe cabras
FrotaDe navios mercantes, de autocarros
HordaDe povos selvagens nômades, de desordeiros, de aventureiros, de bandidos, de invasores
LegiãoDe soldados, de demônios
MaltaDe desordeiros
MatilhaDe cães de caça
De gente
MultidãoDe pessoas
PlêiadeDe poetas, de artistas
RomanceiroConjunto de poesias narrativas
RebanhoDe ovelhas
RéstiaDe cebolas, de alhos
SúciaDe velhacos, de desonestos
TropaDe muares
Um substantivo coletivo designa, gramaticalmente, um conjunto de objetos da mesma espécie. Em muitos casos, pode haver mais de um coletivo, dependendo da condição dos objetos.
Definição. O substantivo coletivo é a palavra que define o conjunto de seres ou coisas de uma mesma espécie.
Sinonímia: 1. Coleção. 2. Reunião de coisas ou seres.
Antonímia: 1. Componente único. 2. Indivíduo. 3. Particularidade.
Etimologística. O termo substantivo vem do idioma latim, substantivus, e surgiu em 1540. O termo coletivo também vem do idioma latim, collectivus, e surgiu em 1671.
Intrafisicologia. Segundo a Intrafisicologia, existem vários exemplos de subtantivos coletivos que merecem reflexão.
Relação dos Coletivos mais conhecidos:
  • Abecedário ou alfabeto – de letras distintas que representam fonemas em um determinado idioma.
  • Abelha – enxame, cortiço, colméia
  • Abelhas – colméia / enxame / cortiço
  • Abotoadura – botão de qualquer peça de vestuário
  • Abutre – bando
  • Abutres – bando
  • Acervo – de quadros
  • Acompanhante – comitiva, cortejo, séqüito
  • Acompanhantes – comitiva / cortejo / séqüito
  • Alameda – árvore em linha
  • Álbum – de fotografias, de figurinhas
  • Alcatéia – de lobos
  • Alho – (quando entrelaçados) réstia, enfiada, cambada
  • Alhos / cebolas – réstia
  • Aluno – classe
  • Alunos – classe
  • Amigo – (quando em assembléia) tertúlia
  • Amigos – (em assembléia) tertúlia
  • Andecamestre – onze meses
  • Animais (de corte) – gado
  • Animais (de raça, para reprodução) – plantel
  • Animais (de uma região) – fauna
  • Animais (em geral) – piara / pandilha
  • Animais de carga tropa (se inferior a 10) – lote
  • Animais ferozes – alcatéia
  • Animal – (em geral) piara, pandilha, (todos de uma região) fauna, (manada de cavalgaduras) récua, récova, (de carga) tropa, (de carga, menos de 10) lote, (de raça, para reprodução) plantel, (ferozes ou selvagens) alcatéia
  • Anjo – chusma, coro, falange, legião, teoria
  • Anjos – chusma / coro / falange / legião / teoria
  • Apetrecho – (quando de profissionais) ferramenta, instrumental
  • Apetrechos profissionais – ferramenta / instrumental
  • Aplaudidor – (quando pagos) claque
  • Aplaudidores pagos – fauna
  • Arcabuzeiro – batalhão, manga, regimento
  • Arcabuzeiros – batalhão / manga / regimento
  • Argumento – carrada, monte, montão, multidão
  • Arma – (quando tomadas dos inimigos) troféu
  • Navios de Guerra – Armada, esquadra, frota
  • Armas tomadas do inimigo – troféu
  • Arquipélagos – de ilhas agrupadas em uma mesma região
  • Arroz – batelada
  • Artigo – (quando heterogêneo) mixórdia
  • Artista – (quando trabalham juntos) companhia, elenco
  • Artistas cênicos (atores / atrizes) – elenco / grupo
  • Árvore – (quando em linha) alameda, carreira, rua, souto, (quando constituem maciço) arvoredo, bosque, (quando altas, de troncos retos a aparentar parque artificial) malhada
  • Arvoredo – árvore quando constituem maciço
  • Árvores – aléia / alameda / arvoredo / fileira / renque
  • Asneira – acervo, chorrilho, enfiada, monte
  • Asneiras – chorrilho / enfiada
  • Asno – manada, récova, récua
  • Asnos – manada / récova / récua
  • Assassino – choldra
  • Assassinos – choldra / choldraboldra
  • Assistente – assistência
  • Assistentes – assistência
  • Astro – (quando reunidos a outros do mesmo grupo) constelação
  • Astros constelação
  • Atlas – de mapas
  • Ator – elenco
  • Autógrafo – (quando em lista especial de coleção) álbum
  • Ave – (quando em grande quantidade) bando, nuvem
  • Aves bando / revoada
  • Avião – esquadrão, esquadria, flotilha
  • Aviões esquadrilha / esquadrão / flotilha
  • Baixela – de utensílios de mesa
  • Bala – saraiva, saraivada
  • Balas – saraiva / saraivada
  • Bambus -  moita
  • Bananas – penca
  • Banda – de instrumentistas tocando a mesma peça, desde que não haja instrumentos de cordas.
  • Bandeira – (de marinha) mariato
  • Bandidos – malta / choldra
  • Bando – de pássaros ou aves
  • Bandoleiro – caterva, corja, horda, malta, súcia, turba
  • Bandoleiros – caterva / corja / horda / malta / súcia / turba
  • Batalhão – legião, pelotão, tropa – de soldados de uma determinada repartição.
  • Bêbado – corja, súcia, farândola
  • Bêbados – corja / súcia / farândola
  • Biblioteca – de livros organizados em prateleiras
  • Biênio – dois anos
  • Bimestre – dois meses
  • Bispos – sínodo / concílio
  • Boi – boiada, abesana, armento, cingel, jugada, jugo, junta, manada, rebanho, tropa
  • Boiada – de bois
  • Bois / vacas manada / abesana / armento / cingel / horda / jugada / jugo / junta / ponta de gado / rebanho
  • Bomba – bateria
  • Bombas – bateria
  • Borboleta – boana, panapaná
  • Borboletas – panapaná / boana
  • Bosque – floresta, mata – de árvores
  • Botão – (de qualquer peça de vestuário) abotoadura, (quando em fileira) carreira
  • Botões de vestuários – abotoadura / carreira (quando enfileirados)
  • Brinquedo – choldra
  • Brinquedos choldra
  • Bruxas – conciliábulo
  • Bugio – capela
  • Bugios capela
  • Burro – (em geral) lote, manada, récua, tropa, (quando carregado) comboio
  • Burros / jumentos tropa / grupo / lote / manada / récova / récua / comboio (quando carregados)
  • Busto – (quando em coleção) galeria
  • Bustos de uma coleção – galeria
  • Cabelo – (em geral) chumaço, guedelha, madeixa, (conforme a separação) marrafa, trança
  • Cabelos (de acordo com a separação) trança / marrafa
  • Cabelos (em geral) chumaço / madeixa
  • Cabo – cordame, cordoalha, enxárcia
  • Cabos – cordoalha / cordame / enxárcia
  • Cabra – fato, malhada, rebanho
  • Cabras – fato
  • Cacho – de frutas, quando reunidas sob um mesmo talo.
  • Cadeira – (quando dispostas em linha) carreira, fileira, linha, renque
  • Cadeiras (alinhadas) fila / carreira / linha / renque
  • Cães – adua / cainçalha / canzoada / matilha
  • Cáfila – de Camelos (quando enfileirados)
  • Cálice – baixela
  • Câmaras – congresso / assembléia
  • Cameleiro – caravana
  • Cameleiros – caravana
  • Camelo – (quando em comboio) cáfila
  • Camelos – cáfila / récua
  • Caminhão – frota
  • Caminhôes – frota
  • Camundongo – (quando nascidos de uma só vez) ninhada
  • Camundongos – ninhada
  • Canção – (quando reunidas em livro) cancioneiro, (quando populares de uma região) folclore
  • Canhão – bateria
  • Canhões – bateria
  • Cantilena – salsada
  • Cantilenas-  salsada
  • Cantores – coro
  • Canzoada – de cães
  • Cão – adua, cainçalha, canzoada, chusma, matilha
  • Capim – feixe, braçada, paveia
  • Caranguejos – cambada
  • Caravana – de viajantes em uma mesma viagem
  • Cardeais (em geral) – sacro colégio
  • Cardeais (reunidos para eleger o papa) – conclave
  • Cardeais (reunidos sob a direção do Papa) – consistório
  • Cardeal – (em geral) sacro colégio, (quando reunidos para a eleição do papa) conclave, (quando reunidos sob a direção do papa) consistório
  • Cardume – de peixes
  • Carneiro – chafardel, grei, malhada, oviário, rebanho
  • Carro – (quando unidos para o mesmo destino) comboio, composição, (quando em desfile), corso .
  • Carta – (em geral) correspondência, (quando manuscritas em forma de livro) cartapácio, (quando geográficas) atlas
  • Cartas – escrínio
  • Casa – (quando unidas em forma de quadrados) quarteirão, quadra.
  • Castanha – (quando assadas em fogueira) magusto
  • Cavalariano – (de cavalaria militar) piquete
  • Cavaleiro – cavalgada, cavalhada, tropel
  • Cavalgadura – cáfila, manada, piara, récova, récua, tropa, tropilha
  • Cavalgaduras – récua
  • Cavalo – manada, tropa
  • Cavalos – tropa
  • Cebola – (quando entrelaçadas pelas hastes) cambada, enfiada, réstia
  • Cédula – bolada, bolaço
  • Célula – (quando diferenciadas igualmente) tecido
  • Cereais – batelada
  • Cereal – (em geral) fartadela, fartão, fartura, (quando em feixes) meda, moréia
  • Chave – (quando num cordel ou argola) molho penca
  • Chaves – molho
  • Choldra – de malandros
  • Cigano – bando, cabilda, pandilha
  • Cliente – clientela, freguesia
  • Coisa – (em geral) coisada, coisarada, ajuntamento, chusma, coleção, cópia, enfiada, (quando antigas e em coleção ordenada) museu, (quando em lista de anotação) rol, relação, (em quantidade que se pode abranger com os braços) braçada, (quando em série) seqüência, série, seqüela, coleção, (quando reunidas e sobrepostas) monte, montão, cúmulo
  • Coluna – colunata, renque
  • Conclave – de cardeais reunidos para eleger o papa
  • Cônego – cabido
  • Cónegos cabido
  • Congregação – professores de faculdade
  • Consistório – de cardeais reunidos para prestar assistência ao papa
  • Constelação – de estrelas em uma mesma região, às quais se associa uma figura mitológica.
  • Conta – (quando miúdas) conta, miçanga
  • Copo – baixela
  • Corda – (em geral) cordoalha, (quando no mesmo liame) maço, (de navio) enxárcia, cordame, massame, cordagem
  • Cordilheira, serra – de montanhas enfileiradas (dependendo do tamanho das montanhas e da extensão)
  • Corpo docente – professores de estabelecimento primário e secundário
  • Correia – (em geral) correame, (de montaria) apeiragem
  • Credor – junta, assembléia
  • Crença – (quando populares) folclore
  • Crente – grei, rebanho
  • Década – dez anos
  • Decamestre – dez meses
  • Demónios – legião
  • Depredador – horda
  • Deputado – (quando oficialmente reunidos) câmara, assembléia
  • Desordeiro – caterva, corja, malta, pandilha, súcia, troça, turba
  • Desordeiros – caterva
  • Diabo – legião
  • Dinheiro – bolada, bolaço, disparate
  • Disco – discoteca
  • Discoteca – de disco
  • Disparate – apontoado
  • Doze – (coisas ou animais) dúzia
  • Ébrio – v bêbado
  • Égua – v cavalo
  • Elefante – manada
  • Elefantes – armento
  • Elenco – de atores, de artistas
  • Empregado – (quando de firma ou repartição) pessoal
  • Enxame – de abelhas
  • Erro – barda
  • Escola – (quando de curso superior) universidade
  • Escola – de cetáceos
  • Escravo – (quando da mesma morada) senzala, (quando para o mesmo destino) comboio, (quando aglomerados) bando
  • Escrito – (quando em homenagem a homem ilustre) poliantéia, (quando literários) analectos, antologia, coletânea, crestomatia, espicilégio, florilégio, seleta
  • Espectador – (em geral) assistência, auditório, concorrência, (quando contratados para aplaudir) claque
  • Espectadores – auditório
  • Espiga – (quando atadas) amarrilho, arregaçada, atado, atilho, braçada, fascal, feixe, gavela, lio, molho, paveia
  • Esquadrilha – de aviões
  • Estaca – (quando fincadas em forma de cerca) paliçada
  • Estado – (quando unidos em nação) federação, confederação, república
  • Estampa – (quando selecionadas) iconoteca, (quando explicativas) atlas
  • Estátua – (quando selecionadas) galeria
  • Estátua – galeria
  • Estrela – (quando cientificamente agrupadas) constelação, (quando em quantidade) acervo, (quando em grande quantidade) miríade
  • Estrelas – constelação / plêiade
  • Estudante – (quando da mesma escola) classe, turma, (quando em grupo cantam ou tocam) estudantina, (quando em excursão dão concertos) tuna, (quando vivem na mesma casa) república
  • Estudantes – turma
  • Examinadores – banca
  • Exemplos – exemplário
  • Exército – de soldados
  • Exploradores – bandeira
  • Facínora – caterva, horda, leva, súcia
  • Família – parentes em geral
  • Farandula – mendigos
  • Fato – de cabras
  • Fauna – de animais de uma região
  • Fazenda – (quando comerciáveis) sortimento
  • Feijão – (quando comerciáveis) batelada, partida
  • Feiticeiro – (quando em assembléia secreta) conciliábulo
  • Feno – braçada, braçado
  • Filhote – (quando nascidos de uma só vez) ninhada
  • Filme – filmoteca, cinemoteca
  • Fio – (quando dobrado) meada, mecha, (quando metálicos e reunidos em feixe) cabo
  • Flecha – (quando caem do ar, em porção) saraiva, saraivada
  • Flor – (quando atadas) antologia, arregaçada, braçada, fascículo, feixe, festão, capela, grinalda, ramalhete, buquê, (quando no mesmo pedúnculo) cacho
  • Flora – de plantas de uma região
  • Flores ramalhete / braçada / ramo
  • Foguete – (quando agrupados em roda ou num travessão) girândola
  • Força naval – armada
  • Força terrestre – exército
  • Formiga – cordão, correição, formigueiro
  • Formigas – correição
  • Frade – (quando ao local em que moram) comunidade, convento, (quanto ao fundador ou quanto às regras que obedecem) ordem
  • Frase – (quando desconexas) apontoado
  • Freguês – clientela, freguesia
  • Fruta – (quando ligadas ao mesmo pedúnculo) cacho, (quanto à totalidade das colhidas num ano) colheita, safra
  • Fumo – malhada
  • Gafanhoto – nuvem, praga
  • Gafanhotos – nuvem
  • Garoto – cambada, bando, chusma
  • Gato – cambada, gatarrada, gataria
  • Gente – (em geral) chusma, grupo, multidão, (quando indivíduos reles) magote, patuléia, poviléu
  • Girândola – de fogos de artifício
  • Grão – manípulo, manelo, manhuço, manojo, manolho, maunça, mão, punhado
  • Graveto – (quando amarrados) feixe
  • Gravura – (quando selecionadas) iconoteca
  • Habitante – (em geral) povo, população, (quando de aldeia, de lugarejo) povoação
  • Herói – falange
  • Heróis falange
  • Hiena – alcatéia
  • Hino – hinário
  • Ilha – arquipélago
  • Ilhas – arquipélago
  • Imigrante – (quando em trânsito) leva, (quando radicados) colônia
  • Índio – (quando formam bando) maloca, (quando em nação) tribo
  • Inseto – (quando nocivos) praga, (quando em grande quantidade) miríade, nuvem, (quando se deslocam em sucessão) correição
  • Instrumento – (quando em coleção ou série) jogo, ( quando cirúrgicos) aparelho, (quando de artes e ofícios) ferramenta, (quando de trabalho grosseiro, modesto) tralha
  • Javali – alcatéia, malhada, vara
  • Jornal – hemeroteca
  • Jumento – récova, récua
  • Jurado – júri, conselho de sentença, corpo de jurados
  • Jurados – corpo
  • Ladrão – bando, cáfila, malta, quadrilha, tropa, pandilha
  • Ladrões – quadrilha
  • Lâmpada – (quando em fileira) carreira, (quando dispostas numa espécie de lustre) lampadário
  • Leão – alcatéia
  • Lei – (quando reunidas cientificamente) código, consolidação, corpo, (quando colhidas aqui e ali) compilação
  • Leis – legislação
  • Leitão – (quando nascidos de um só parto) leitegada
  • Lenha – talha
  • Livro – (quando amontoados) chusma, pilha, ruma, (quando heterogêneos) choldraboldra, salgalhada, (quando reunidos para consulta) biblioteca, (quando reunidos para venda) livraria, (quando em lista metódica) catálogo
  • Livros biblioteca
  • Lobo – alcatéia, caterva
  • Lobos alcatéia
  • Lustro – cinco anos
  • Macaco – bando, capela
  • Malfeitor – (em geral) bando, canalha, choldra, corja, hoste, joldra, malta, matilha, matula, pandilha, (quando organizados) quadrilha, seqüela, súcia, tropa
  • Maltrapilho – farândola, grupo
  • Manada – de bovideos ou vacatória (victória)outros animais selvagens
  • Mantimento – (em geral) sortimento, provisão, (quando em saco, em alforge) matula, farnel, (quando em cômodo especial) despensa
  • Mapa – (quando ordenados num volume) atlas, (quando selecionados) mapoteca
  • Máquina – maquinaria, maquinismo
  • Marinheiro – maruja, marinhagem, companha, equipagem, tripulação, chusma
  • Matilha – de canídeos
  • Médico – (quando em conferência sobre o estado de um enfermo) junta
  • Médicos – junta
  • Menino – (em geral) grupo, bando, (depreciativamente) chusma, cambada
  • Mentira – (quando em seqüência) enfiada
  • Mercadoria – sortimento, provisão
  • Mercenário – mesnada
  • Metal – (quando entra na construção de uma obra ou artefato) ferragem
  • Milênio – mil anos
  • Ministro – (quando de um mesmo governo) ministério, (quando reunidos oficialmente) conselho
  • Mó – de pessoas
  • Moças rancho
  • Molho – de chaves
  • Montanha – cordilheira, serra, serrania
  • Mosca – moscaria, mosquedo
  • Móvel – mobília, aparelho, trem
  • Mulas – ponta
  • Multidão – de pessoas reunidas em um lugar
  • Música – (quanto a quem a conhece) repertório
  • Músico – (quando com instrumento) banda, charanga, filarmônica, orquestra
  • Músicos banda
  • Nação – (quando unidas para o mesmo fim) aliança, coligação, confederação, federação, liga, união
  • Navio – (em geral) frota, (quando de guerra) frota, flotilha, esquadra, armada, marinha, (quando reunidos para o mesmo destino) comboio
  • Navios – flotilha / armada / esquadra
  • Ninhada – de filhotes, de pintos
  • Nome – lista, rol
  • Nonamestre – nove meses
  • Nota – (na acepção de dinheiro) bolada, bolaço, maço, pacote, (na acepção de produção literária, científica) comentário
  • Novena-nove dias
  • Nuvem – de gafanhotos, de mosquitos, de gatos
  • Objeto -coisa
  • Octamestre – oito meses
  • Onda – (quando grandes e encapeladas) marouço
  • Órgão – (quando concorrem para uma mesma função) aparelho, sistema
  • Orquestra ou Camerata – de instrumentistas de quaisquer instrumentos tocando a mesma peça (a camerata é uma orquestra de pequeno porte).
  • Orquídea – (quando em viveiro) orquidário
  • Osso – (em geral) ossada, ossaria, ossama, (quando de um cadáver) esqueleto
  • Ouvinte – auditório
  • Ovelha – (em geral) rebanho, grei, chafardel, malhada, oviário, (quando ainda não deram cria e nem estão prenhes) alfeire
  • Ovelhas – rebanho
  • Ovo – (os postos por uma ave durante certo tempo) postura, (quando no ninho) ninhada
  • Padre – clero, clerezia
  • Palavra – (em geral) vocabulário, (quando em ordem alfabética e seguida de significação) dicionário, léxico, (quando proferidas sem nexo) palavrório
  • Panapaná – de borboletas
  • Pancada – data
  • Pantera – alcatéia
  • Papel – (quando no mesmo liame) bloco, maço, (em sentido lato, de folhas ligadas e em sentido estrito, de 5 folhas) caderno, (5 cadernos) mão, (20 mãos) resma, (10 resmas) bala
  • Papel resma
  • Parente – (em geral) família, (em reunião) tertúlia
  • Partidário – facção, partido, torcida
  • Partido (político) – (quando unidos para um mesmo fim) coligação, aliança, coalização, liga
  • Passarinho – nuvem, bando
  • Pássaro – passaredo, passarada
  • Pássaros revoada / bando
  • Pau – (quando amarrados) feixe, (quando amontoados) pilha, (quando fincados ou unidos em cerca) bastida, paliçada
  • Peça – (quando devem aparecer juntas na mesa) baixela, serviço, (quando artigos comerciáveis, em volume para transporte) fardo, (em grande quantidade) magote, (quando pertencentes à artilharia) bateria, (de roupas, quando enroladas) trouxa, (quando pequenas e cosidas umas às outras para não se extraviarem na lavagem) apontoado, (quando literárias) antologia, florilégio, seleta, silva, crestomatia, coletânea, miscelânea.
  • Peixe – (em geral e quando na água) cardume, (quando miúdos) boana, (quando em viveiro) aquário, (quando em fileira) cambada, espicha, enfiada, (quando à tona) banco, manta
  • Peixes cardume
  • Pena – (quando de ave) plumagem
  • Penca – de frutas, quaisquer.
  • Peregrino – caravana, romaria, romagem
  • Pérola – (quando enfiadas em série) colar, ramal
  • Pérolas – fio
  • Pessoa – (em geral) aglomeração, banda, bando, chusma, colméia, gente, legião, leva, maré, massa, mó, mole, multidão, pessoal, roda, rolo, troço, tropel, turba, turma, (quando reles) corja, caterva,choldra, farândola, récua, súcia, (quando em serviço, em navio ou avião) tripulação, (quando em acompanhamento solene) comitiva, cortejo, préstito, procissão, séqüito, teoria, (quando ilustres) plêiade, pugilo, punhado, (quando em promiscuidade) cortiço, (quando em passeio) caravana, (quando em assembléia popular) comício, (quando reunidas para tratar de um assunto) comissão, conselho, congresso, conclave, convênio, corporação, seminário, (quando sujeitas ao mesmo estatuto) agremiação, associação, centro, clube, grêmio, liga, sindicato, sociedade
  • Pessoas -  multidão / roda
  • Pilha – (quando elétricas) bateria
  • Pilha – de objetos colocados um em cima do outro
  • Pinacoteca – de pinturas
  • Pintinhos ninhada
  • Pinto – (quando nascidos de uma só vez) ninhada
  • Planta – (quando frutíferas) pomar, (quando hortaliças, legumes) horta, (quando novas, para replanta) viveiro, alfobre, tabuleiro, (quando de uma região) flora, (quando secas, para classificação) herbário.
  • Plantas – flora
  • Plêiade – de artistas correlacionados
  • Pó – nuvem
  • Pomar – de angiospermas em um determinado local.
  • Ponto – (de costura) apontoado
  • População, povo – de pessoas de uma determinada entidade geográfica
  • Porco – (em geral) manada, persigal, piara, vara, (quando do pasto) vezeira
  • Porcos – vara
  • Povo – (nação) aliança, coligação, confederação, liga
  • Prato – baixela, serviço, prataria
  • Prelado – (quando em reunião oficial) sínodo
  • Prelatura – de bispos
  • Prisioneiro – (quando em conjunto) leva, (quando a caminho para o mesmo destino) comboio
  • Prisioneiros – leva
  • Professor – (quando de estabelecimento primário ou secundário) corpo docente, (quando de faculdade) congregação
  • Professores / religiosos – congregação
  • Programa – de projetos
  • Quadriênio – quatro anos
  • Quadrilha – de bandidos
  • Quadrimestre – quatro meses
  • Quadro – (quando em exposição) pinacoteca, galeria
  • Quadros – acervo
  • Querubim – coro, falange, legião
  • Quinquimestre – cinco meses
  • Ramalhete – de flores separadas da árvore.
  • Rebanho – de gado, de ovelhas ,de cabras
  • Recipiente – vasilhame
  • Recruta – leva, magote
  • Religioso – clero regular
  • Réstia – de alhos, de cebolas
  • Revoada – de aves em vôo: pardais, pombos, etc.
  • Roupa – (quando de cama, mesa e uso pessoal) enxoval, (quando envoltas para lavagem) trouxa
  • Roupas – rol
  • Salteador – caterva, corja, horda, quadrilha
  • Saudade – arregaçada
  • Século – cem anos
  • Selo – coleção
  • Semestre – seis meses
  • Septuamestre – sete meses
  • Serra – (acidente geográfico) cordilheira
  • Serras / montes cordilheira
  • Servical – queira
  • Soldado – tropa, legião
  • Soldados – batalhão / troço / exército
  • Tecidos – fardo
  • Tertúlia – parentes em reunião
  • Time – de jogadores de uma modalidade esportiva, de um determinado
  • Trabalhador – (quando reunidos para um trabalho braçal) rancho, (quando em trânsito) leva
  • Trechos literários – antologia
  • Triênio – três anos
  • Trimestre – três meses
  • Tripulante – equipagem, guarnição, tripulação
  • Trompa – de Lhamas
  • Tropa – de burros, de cavalos
  • Turma (ou classe) – de alunos assistindo à mesma aula, de clube ou federação.trabalhadores da mesma organização
  • Utensílio – (quando de cozinha) bateria, trem, (quando de mesa) aparelho, baixela
  • Vadio – cambada, caterva, corja, mamparra, matula, súcia
  • Vagabundos caterva / matula / malta
  • Vara – (quando amarradas) feixe, ruma
  • Vara – de porcos
  • Veículos – frota
  • Velhaco – súcia, velhacada
  • Velhacos – súcia
  • Vespas – enxame
  • Viajantes caravana
  • Vídeo – videoteca
  • Vozes – coro
Flexão do Substantivo


Flexão de gênero

Quanto ao gênero, os substantivos podem ser classificados em: masculinos e femininos. Temos por regra que todo substantivo masculino é caracterizado pela desinência “o” e o feminino pela desinência “a”. No entanto, nem todos os substantivos masculinos terminam em “o” (líder, telefonema, amor). Então, podemos definir o substantivo como do gênero masculino se vier anteposto pelo artigo “o”: o gato, o homem, o amor, o líder, o telefonema.

O gênero feminino irá seguir o mesmo raciocínio. São substantivos femininos as palavras que tem anteposição do artigo “a”: a gata, a mulher, a pessoa, a criança.

Há, contudo, uma distinção a ser feita entre: substantivos biformes e uniformes. Substantivos biformes são os que apresentam uma forma para o masculino e outra para o feminino: menino, menina. Já os substantivos uniformes apresentam uma única forma para o masculino e para o feminino: criança, artista, testemunha.

No entanto, é por intermédio do artigo que classificamos se o substantivo de dois gêneros é masculino ou feminino. Veja:

o  estudante (masculino)
a estudante (feminino)

Além disso, é através do artigo que podemos definir o significado do substantivo. Observe:

o cabeça (líder)
a cabeça (parte do corpo)

Flexão de número

Quanto ao número, os substantivos podem ser flexionados em: singular ou plural. O indicativo de um substantivo no plural é a terminação “s”:

Exemplo: o colega > os colegas
a menina > as meninas

Porém, há algumas particularidades no que diz respeito ao plural dos substantivos. Vejamos algumas:

a) No geral, os substantivos terminados em al, el, ol, ul, troca-se o “l” por “is”:

Exemplos: jornal > jornais
papel > papéis
barril > barris
anzol > anzóis
azul > azuis

b) Os substantivos terminados em “r” e “z” são acrescidos de “es” para o plural:
Exemplos: amor > amores
luz > luzes

c) Caso o substantivo terminado em “s” for paroxítono, o plural será invariável. Caso seja oxítono, acrescenta-se “es”:
Exemplos: ônibus > ônibus
país > países

d) Os substantivos terminados em “n” formam o plural em “es” ou “s”:
Exemplos: abdômen > abdômenes
pólen > polens

e) Os substantivos terminados em “m” formam o plural em “ens”:
Exemplo: homem > homens
viagem > viagens

f) Os substantivos terminados em “x” são invariáveis no plural:
Exemplo: tórax > tórax
xérox > xérox

g) Os substantivos terminados em “ão” têm três variações para o plural: “ões”, “ães” e “ãos”:
Exemplos: eleição > eleições
pão > pães
cidadão > cidadãos

Plural dos Substantivos Compostos

A formação do plural dos substantivos compostos depende da forma como são grafados, do tipo de palavras que formam o composto e da relação que estabelecem entre si. Aqueles que são grafados sem hífen comportam-se como os substantivos simples:

aguardente e aguardentes                     girassol e girassóis

pontapé e pontapés                              malmequer e malmequeres

O plural dos substantivos compostos cujos elementos são ligados por hífen costuma provocar muitas dúvidas e discussões. Algumas orientações são dadas a seguir:

a) Flexionam-se os dois elementos, quando formados de: 
substantivo + substantivo = couve-flor e couves-flores 
substantivo + adjetivo = amor-perfeito e amores-perfeitos 
adjetivo + substantivo = gentil-homem e gentis-homens
numeral + substantivo = quinta-feira e quintas-feiras

b) Flexiona-se somente o segundo elemento, quando formados de: 
verbo + substantivo = guarda-roupa e guarda-roupas 
palavra invariável + palavra variável = alto-falante e alto-falantes 
palavras repetidas ou imitativas = reco-reco e reco-recos
c) Flexiona-se somente o primeiro elemento, quando formados de: 
substantivo + preposição clara + substantivo = água-de-colônia e águas-de-colônia

substantivo + preposição oculta + substantivo = cavalo-vapor e cavalos-vapor

substantivo + substantivo que funciona como determinante do primeiro, ou seja, especifica a função ou o tipo do termo anterior.

Exemplos:

palavra-chave - palavras-chave 
bomba-relógio - bombas-relógio
notícia-bomba - notícias-bomba
homem-rã - homens-rã
peixe-espada - peixes-espada
d) Permanecem invariáveis, quando formados de: 
verbo + advérbio = o bota-fora e os bota-fora 
verbo + substantivo no plural = o saca-rolhas e os saca-rolhas
e) Casos Especiais
o louva-a-deus e os louva-a-deus

o bem-te-vi e os bem-te-vis

o bem-me-quer e os bem-me-queres

o joão-ninguém e os joões-ninguém.

Plural das Palavras Substantivadas
As palavras substantivadas, isto é, palavras de outras classes gramaticais usadas como substantivo, apresentam, no plural, as flexões próprias dos substantivos.
Por exemplo:
Pese bem os prós e os contras.O aluno errou na prova dos noves.Ouça com a mesma serenidade os sins e os nãos.
Obs.: numerais substantivados terminados em -s ou -z não variam no plural.

Por exemplo:

Nas provas mensais consegui muitos seis e alguns dez.
Plural dos Diminutivos
Flexiona-se o substantivo no plural, retira-se o s final e acrescenta-se o
sufixo diminutivo.
pãe(s) + zinhos
animai(s) + zinhos
botõe(s) + zinhos
chapéu(s) + zinhos
farói(s) + zinhos
tren(s) + zinhos
colhere(s) + zinhas
flore(s) + zinhas
pãezinhos
animaizinhos
botõezinhos
chapeuzinhos
faroizinhos
trenzinhos
colherezinhas
florezinhas
mão(s) + zinhas
papéi(s) + zinhos
nuven(s) + zinhas
funi(s) + zinhos
túnei(s) + zinhos
pai(s) + zinhos
pé(s) + zinhos
pé(s) + zitos
mãozinhas
papeizinhos
nuvenzinhas
funizinhos
tuneizinhos
paizinhos
pezinhos
pezitos
Obs.: são anômalos os plurais pastorinhos(as), papelinhos, florzinhas, florinhas, colherzinhas e mulherzinhas, correntes na língua popular, e usados até por escritores
de renome.

Plural dos Nomes Próprios Personativos
Devem-se pluralizar os nomes próprios de pessoas sempre que a terminação
se preste à flexão.

 Por exemplo:

Os Napoleões também são derrotados.
As Raquéis e Esteres.
Plural dos Substantivos Estrangeiros

Substantivos ainda não aportuguesados devem ser escritos como na língua
original, acrecentando-se-lhes um s (exceto quando terminam em s ou z).
Por exemplo:

os shows
os shorts
os jazz
Substantivos  aportuguesados flexionam-se de acordo com as regras de
nossa língua:
Por exemplo:os clubesos chopes
os jipesos esportes
as toaletesos bibelôs
os garçonsos réquiens
Observe o exemplo:

Este jogador  faz gols toda vez que joga.
O plural correto seria gois (ô), mas não se usa.


Plural com Mudança de Timbre
Certos substantivos formam o plural com mudança de timbre da vogal tônica
(o fechado / o aberto). É um fato fonético chamado metafonia.
Singular
Plural
Singular
Plural
corpo (ô)
esforço
fogo
forno
fosso
imposto
olho
corpos (ó)
esforços
fogos
fornos
fossos
impostos
olhos
osso (ô)
ovo
poço
porto
posto
rogo
tijolo
ossos (ó)
ovos
poços
portos
postos
rogos
tijolos
Têm a vogal tônica fechada (ô): adornos, almoços, bolsos, esposos, estojos,
globos, gostos, polvos, rolos, soros, etc.
Obs.: distinga-se molho (ô), caldo (molho de carne), de molho (ó), feixe (molho de lenha).
Particularidades sobre o Número dos Substantivos
a) Há substantivos que só se usam no singular:
Por exemplo:

o sul, o norte, o leste, o oeste, a fé, etc.
b) Outros só no plural:
Por exemplo:

as núpcias, os víveres, os pêsames, as espadas/os paus (naipes de baralho), as fezes.
c) Outros, enfim, têm, no plural, sentido diferente do singular:
Por exemplo:

bem (virtude) e bens (riquezas)
honra (probidade, bom nome) e honras (homenagem, títulos)
d) Usamos às vezes, os substantivos no singular mas com sentido de plural:
Por exemplo:

Aqui morreu muito negro.
Celebraram o sacrifício divino muitas vezes em capelas improvisadas.
Juntou-se ali uma população de retirantes que, entre homem, mulher e menino, ia bem cinquenta mil."



Flexão de grau

Quanto ao grau, os substantivos podem variar entre aumentativo e diminutivo.
Os graus aumentativo e diminutivo podem ser formados através de dois processos:

a) sintético – acréscimo de sufixos ao grau normal.
Exemplo: amor: amorzinho; amorzão.

b) analítico – o substantivo será modificado por adjetivos que transmitem idéia de aumento ou diminuição:
Exemplo: urso: urso grande; urso pequeno.

Substantivos Biformes e Substantivos Uniformes

Substantivos Biformes (= duas formas):  ao indicar nomes de seres vivos, geralmente o gênero da palavra está relacionado ao sexo do ser, havendo, portanto, duas formas, uma para o masculino e outra para o feminino. Observe:

gato - gata

homem - mulher

poeta - poetisa

prefeito - prefeita

Substantivos Uniformes: são aqueles que apresentam uma única forma, que serve tanto para o masculino quanto para o feminino. Classificam-se em:

Epicenos: têm um só gênero e nomeiam bichos.

Por exemplo:

a cobra macho e a cobra fêmea, o jacaré macho e o jacaré fêmea.
Sobrecomuns: têm um só gênero e nomeiam pessoas.

Por exemplo:

a criança, a testemunha, a vítima, o cônjuge, o gênio, o ídolo, o indivíduo.
Comuns de Dois Gêneros: indicam o sexo das pessoas por meio do artigo.

Por exemplo:

o colega e a colega, o doente e a doente, o artista e a artista.
Saiba que:

- Substantivos de origem grega terminados em ema ou oma, são masculinos.

Por exemplo:

o axioma, o fonema, o poema, o sistema, o sintoma, o teorema.
- Existem certos substantivos que, variando de gênero, variam em seu significado.

Por exemplo:

o rádio (aparelho receptor) e a rádio (estação emissora)
o capital (dinheiro) e a capital (cidade)

Formação do Feminino dos Substantivos Biformes

a) Regra geral: troca-se a terminação -o por -a.
Por exemplo:
aluno - aluna
b) Substantivos terminados em -ês: acrescenta-se -a ao masculino.
Por exemplo:
freguês - freguesa
c) Substantivos terminados em -ão: fazem o feminino de três formas:
- troca-se -ão por -oa.
Por exemplo:
patrão - patroa
- troca-se -ão por -ã.
Por exemplo:
campeão - campeã
-troca-se -ão por ona.
Por exemplo:
solteirão - solteirona
Exceções:
barão - baronesa
ladrão- ladra
sultão - sultana
d) Substantivos terminados em -or:
- acrescenta-se -a ao masculino.
Por exemplo:
doutor - doutora
- troca-se -or por -triz:
imperador - imperatriz
e) Substantivos com feminino em -esa, -essa, -isa:

-esa --essa--isa-
cônsul - consulesaabade - abadessapoeta - poetisa
duque - duquesaconde - condessaprofeta - profetisa

f) Substantivos que formam o feminino trocando o -e final por -a:
elefante - elefanta
g) Substantivos que têm radicais diferentes no masculino e no feminino:
bode - cabra
boi - vaca
h) Substantivos que formam o feminino de maneira especial, isto é, não seguem nenhuma das regras anteriores:
czar - czarina
réu - ré
Formação do Feminino dos Substantivos Uniformes

Epicenos:

Observe:

Novo jacaré escapa de policiais no rio Pinheiros.

Não é possível saber o sexo do jacaré em questão. Isso ocorre porque o substantivo jacaré tem apenas uma forma para indicar o masculino e o feminino.
Alguns nomes de animais apresentam uma só forma para designar os dois sexos. Esses substantivos são chamados de epicenos. No caso dos epicenos, quando houver a necessidade de especificar o sexo, utilizam-se palavras macho e fêmea.
Por exemplo: a cobra
               A cobra macho picou o marinheiro.
               A cobra fêmea escondeu-se na bananeira.

Sobrecomuns:

  Entregue as crianças à natureza.

A palavra crianças refere-se tanto a seres do sexo masculino, quanto a seres do sexo feminino.
Nesse caso, nem o artigo nem um possível adjetivo permitem identificar o sexo dos seres a que se refere a palavra. Veja:

A criança chorona chamava-se João.
A criança chorona chamava-se Maria.

Outros substantivos sobrecomuns:
a criaturaJoão é uma boa criatura.
Maria é uma boa criatura.
o cônjugeO cônjuge de João faleceu.
O cônjuge de Marcela faleceu

Comuns de Dois Gêneros:

Observe a manchete:

   Motorista tem acidente idêntico 23 anos depois.

Quem sofreu o acidente: um homem ou uma mulher?
É impossível saber apenas pelo título da notícia, uma vez  que a palavra motorista é um substantivo uniforme. O restante da notícia nos informa que se trata de um homem.
A distinção de gênero pode ser feita através da análise do artigo ou adjetivo, quando acompanharem o substantivo.
Exemplos:

o colega - a colega
o imigrante - a imigrante
um jovem - uma jovem
artista famoso - artista famosa
repórter francês - repórter francesa

Fonte: www.soportugues.com.br


Substantivos de Gênero Incerto

Numerosos substantivos há de gênero incerto e flutuante, sendo usado pelos escritores, com a mesma significação, ora como masculinos, ora como femininos.
Consignamos aqui alguns deles com o gênero que nos parece preferível
a abusãoerro comum, superstição, crendice
a aluviãosedimentos deixados pelas águas, inundação, grande numero
a cólera ou cólera-morbodoença infecciosa
a personagempessoa importante, pessoa que figura numa história
a tramaintriga, conluio, maquinação, cilada
a xerox (ou xérox)cópia xerográfica, xerocópia
o ágaperefeição que os cristãos faziam em comum, banquete de confraternização
o caudaltorrente, rio
o diabetes ou diabetedoença
o jângalfloresta própria da Índia
o lhamamamífero ruminante da família dos camelídeos
o ordenançasoldado às ordens de um oficial
o praçasoldado raso
o preápequeno roedor

Observação

1. A palavra personagem é usada indistintamente nos dois gêneros.
a). Entre os escritores modernos nota-se acentuada preferência pelo masculino:
"...um personagem trágico..." (Ariano Suassuna) "O menino descobriu nas nuvens os personagens dos contos de carochinha."(Vivaldo Coaraci) "Não sabia que viajava como algum personagem importante."(Aníbal Machado)
b). Com referência a mulher, deve-se preferir o feminino:
"O problema está nas mulheres de mais idade, que não aceitam a personagem." (Ricardo Ramos) "Não cheguei assim, nem era minha intenção, a criar uma personagem." (Rubens Braga)
2. Ordenança, praça (soldado) e sentinela (soldado, atalaia) são sentidos e usados na língua atual, como masculinos, por se referirem, ordinariamente, a homens. Cp. o guarda, o vigia.
3. Diz-se: o (ou a) manequim Simone, o (ou a) modelo fotográfico Rosângela Belmonte.
Note-se o Gênero dos substantivos seguintes:
MasculinosFemininos
o tapa o eclipse o lança-perfume o dó (pena) o sanduíche o clarinete o champanha o sósia o maracajáo clã o hosana o herpes o pijama o suéter o soprano o proclama o pernoite o púbisa dinamite a áspide a derme a hélice a alcíone a filoxera a clâmide a omoplata a cataplasmaa pane a mascote a gênese a entorse a libido a cal a faringe a cólera (doença) a ubá (canoa)
São geralmente masculinos os substantivos de origem grega. Em -ma:
o grama (peso) o quilograma o plasma o apostema o diagramao epigrama o telefonema o estratagema o dilema o teoremao apotegma o trema o eczema o edema o magmao anátema o estigma o axioma o tracoma o hematoma
Fonte: www.aclassedapalavra.hpg.ig.com.br
Exercícios sobre Substantivos
1.(Puccamp-SP) Indique a alternati­va que preenche corretamente as lacunas da frase abaixo:
Dois artigos, ___ por um jornalista que foi___, grandes vítimas de um episódio envolvendo parlamentares, bem escla­recem em que medida a impunidade é um desrespeito aos___ deste país.
a) recéns-publicados, um dos, cida­dãos
b) recéns-publicado, uma das, cida­dãos
c) recém-publicados, um dos, cidadões
d) recém-publicados, uma das, cida­dãos
e) recém-publicado, uma das, cidadões
2.(UFSE) Todos os_____ que foram cha­mados ao Ministério estavam _____ressabiados com os ______que por ali corriam:
a) vice-reitores, meios, abaixas-as­sinados
b) vices-reitores, meio, abaixo-assi­nados
c) vices-reitores, meios, abaixo-as­sinados
d) vice-reitores, meio, abaixo-assi­nados
e) vice-reitores, meio, abaixas-assi­nados
3.(ITA-SP) Dadas as palavras:
1. esforços 2. portos 3. impostos verificamos que o timbre da vogal tônica é aberto:
a) apenas na palavra 1
b) apenas na palavra 2
c) apenas na palavra 3
d) apenas nas palavras 1 e 3
e) em todas as palavras
4.(UM-SP) Indique o período que não contém um substantivo no grau di­minutivo.
a) Todas as moléculas foram conser­vadas com as propriedades parti­culares, independentemente da atuação do cientista.
b) O ar senhoril daquele homúnculo transformou-o no centro de aten­ções na tumultuada assembleia.
c) Através da vitrina da loja, a peque­na observava curiosamente os ob­jetos decorados expostos à venda, por preço bem baratinho.
d) De momento a momento, surgi­am curiosas sombras e vultos apressados na silenciosa viela.
e) Enquanto distraía as crianças, a professora tocava flautim, impro­visando cantigas alegres e suaves.
5.(UFV-MG) Assinale a alternativa em que há erro na flexão de número.
a) as águas-marinhas, as públicas-formas, os acórdãos
b) abajures, caracteres, os ônus
c) autoserviços, alto-falantes, lilases
d) capitães-mor, sabiás-pirangas, au­tos-de-fé
e) guardas-florestais, malmequeres, ave-marias
6.(Vunesp-SP) Identifique a alterna­tiva na qual os dois substantivos es­tão corretamente flexionados no plural:
a) o cidadão - os cidadãos
o cartão-postal - os cartões-postal
b) o tico-tico - os tico-tico
o melão - os melãos
c) o cônsul - os cônsuis
o navio-escola - os navios-escola
d) o acórdão - os acórdões
o decreto-lei - os decretos-lei
e) o alto-relevo - os altos-relevos
o capelão - os capelães
7.(UFSM-RS) Identifique a alternativa em que os vocábulos formam plural respectivamente como pão-de-ló, guarda-civil e alto-falante:
a) pé-de-moleque, boa-vida, abaixo­-assinado
b) bem-te-vi, guarda-pó, alto-relevo
c) louva-a-deus, guarda-roupa, obra­-prima
d) café-com-leite, guarda-noturno, baixo-relevo
e) vassoura-de-bruxa, beija-flor, pri­meiro-ministro
8.(CFG/IME-RJ) Aponte a alternativa em que nem todas as palavras apre­sentem sufixo de grau diminutivo:
a) poemeto, maleta
b) rapazola, bandeirola
c) viela, ruela
d) lugarejo, vilarejo
e) menininho, carinho
9.(UM-SP) Assinale a alternativa em que há um substantivo cuja mu­dança de gênero não altera o sig­nificado.
a) cabeça, cisma, capital
b) águia, rádio, crisma
c) cura, grama, cisma
d) lama, coral, moral
e) agente, praça, lama
10. (UFF-RJ) Assinale a única frase em que há erro no que diz respeito ao gênero das palavras.
a) O gerente deverá depor como testemunha única do crime.
b) A personagem principal do conto é o Seu Rodrigues.
c) Ele foi apontado como a cabeça do motim.
d) O telefonema deixou a anfitriã per­plexa.
e) A parte superior da traqueia é o la­ringe.
11.(UM-SP) Numere a segunda colu­na de acordo com o significado das expressões da primeira coluna e assinale a alternativa que contém os algarismos na sequência correta.
(1) o óleo santo                    ( ) a moral
(2) a relva                              ( ) a crisma
(3) um sacramento             ( ) o moral
(4) a ética                              ( ) o crisma
(5) a unidade de massa   ( ) a grama
(6) o ânimo                          ( ) o grama
a) 6, 1, 4, 3, 5, 2
b) 6, 3, 4, 1, 2, 5
c) 4, 1, 6, 3, 5, 2
d) 4, 3, 6, 1, 2, 5
e) 6, 1, 4, 3, 2, 5
12.(UM-SP) Assinale a alternativa em que a flexão do substantivo compos­to está errada.
a) os pés-de-chumbo
b) os corre-corre
c) as públicas-formas
d) os cavalos-vapor
e) os vaivéns
13.(UM-SP) Os compostos estão cor­retamente pluralizados em:
a) canetas-tinteiro, bananas-maçã, decretos-lei
b) canetas-tinteiros, bananas-maçãs, decretos-leis
c) caneta-tinteiros, banana-maçãs, decreto-leis
d) canetas-tinteiro, bananas-maçã, decreto-leis
e) canetas-tinteitos, banana-maçãs, decretos-lei  
14. (Univ. Fed. Viçosa) O plural dos nomes compostos está correto em todas as alternativas, exceto:
a- Ele gosta de amores-perfeitos e cultiva-os. (  )
b – Os vice-diretores reunir-se-ão na próxima semana.(  )
c - As aulas serão dadas às segundas-feiras. (  )
d - Há muitos beijas-flores no seu quintal. (  )
e – A moda está voltando às saias-balão. (  )
15. De acordo com o código em referência, explicite seus conhecimentos relacionando as colunas:
(SA)  substantivo abstrato
(SE)  substantivo epiceno
(SS) substantivo sobrecomum
(SCG) substantivo comum de dois gêneros
(  ) jacaré macho/jacaré fêmea – cobra macho/cobra fêmea
(  ) amor, felicidade, gratidão
(  ) o líder/a líder – o indígena/a indígena
(  ) a vítima – o cônjuge – a testemunha
16. Em que alternativa aparecem dos substantivos de gênero masculino?
a) cal – faringe
b) omoplata – lança-perfume
c) sentinela – dó
d) champanha – telefonema
e) alface – dinamite
17. Depende dos _______ a defesa dos _______ ameaçados.
a) Cidadões – animaizinhos
b) Cidadãos – animaizinhos.
c) Cidadãos – animalsinhos
d) Cidadões – animaisinhos
e) Cidadães – animalzinhos 
18.Fazem o plural da mesma maneira que perdão:
a) cidadão – limão – verão
b) botão – caixão – quinhão
c) coração – capelão – paredão
d) anão – cristão – melão
19.Marque a alternativa que contenha substantivos, respectivamente, abstrato, concreto e concreto. 
a) fada – fé – menino
b) fé – fada – beijo
c) beijo – fada – menino
d) amor – pulo – menino
e) menino – amor – pulo
20.Cáfila, matilha, alcateia, manada são coletivos, respectivamente de:
a) camelos, cães, lobos e cavalos.
b) insetos, cabras, lobos e cavalos.
c) moscas, carneiros, lobos e bois.
d) gafanhotos, cães, ladrões e bois.
e) n.d.a
21. Marque a alternativa em que está correta a forma plural.
a) Júnior – Júniors
b) Mal – maus
c) Fuzil – fuzíveis
d) Pagões – cidadãos
e) Pagãos – cidadãos
22. Assinale a alternativa incorreta:
a) Borboleta é um substantivo epiceno
b) Rival é comum de dois gêneros
c) Alface é substantivo masculino
d) Vítima é um substantivo sobrecomum
e) n.d.a
23. Indique a alternativa que apresenta erro na forma do plural:
a) sol: sóis; fúsil: fúseis; anão: anões;
b) peão: peões; guardião: guardiãos; caráter: caracteres;
c) órgão: órgãos;corrimão: corrimãos; mel: méis;
d) sótão: sótãos; álcool: álcoois; cônsul: cônsules;
e) faisão: faisães; anil: anis; capitão: capitães.
24. Assinale a alternativa que contiver todos os termos com plural correto:
a) luso-brasileiras; rosas-chá; sapatos-areia; decretos-lei;
b) guardas-marinha; prócers; procônsules; totens;
c) grã-cruzes; chefes-de-seção; surdo-mudos; primas-donas;
d) saias-calças; ouvidores-mor; baixos-relevos; gatos-pingados;
e) sapatos-de-cristais; coronéis-de-barrancos; olhosde-gatos.
25. Entre os substantivos aqui relacionados, há um que é do masculino qual?
a) hóstia;
b) Anátema;
c) Ráfia;
d) Antífona;
e) Estenia.

Gabarito:

1.d  2.d  3.e  4.c  5.d  6.e  7.d  8.e  9.e  10.c  11.d  12.b  13.b  14.d  15.SE; SA; SCG; SS.
16.d  17.b  18.b  19.c  20.a   21.e   22.c  23.b  24.a  25.b






Nenhum comentário:

Postar um comentário