sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Reino Protista caracteristicas e representantes

Reino protista

Os representantes deste grupo são os protozoários e as algas unicelulares.
Os protozoários são seres unicelulares, mas, diferentemente das bactérias, eles tem carioteca (cariomembrana, são eucariontes). São complexos, com sistema reprodutor, digestivo, de locomoção, produção de energia, etc), por isso, por muitos anos, foram considerados “animais unicelulares”. Eles ainda podem viver em colônias, sozinhos ou parasitando. Podem ser encontrados em água doce, salgada, em terras úmidas ou ainda dentro de outros seres. Seu modo de vida é livre, mas alguns protozoários são parasitas, e podem causar doenças ao homem.

A célula de um protista é semelhante às células de animais e plantas, mas há particularidades. Os plastos das algas são diferentes dos das plantas quanto à sua organização interna de membranas fotossintéticas. Ocorrem cílios e flagelos para a locomoção. Alguns protozoários, como certas amebas, têm envoltórios protetores, as tecas. Os radiolários e heliozoários possuem um esqueleto intracelular composto de sílica. Os foraminíferos são dotados de carapaças externas feitas de carbonato de cálcio. As algas diatomáceas possuem carapaças silicosas. Os protistas podem ainda ter adaptações de forma e estrutura de acordo com o seu modo de vida: parasita, ou de vida livre.

Segundo a classificação do mundo vivo em cinco reinos (Whittaker – 1969), um deles, o dos Protistas, agrupa organismos eucariontes, unicelulares, autótrofos e heterótrofos. Neste reino se colocam as algas inferiores: euglenófitas, pirrófitas (dinoflagelados) e crisófitas (diatomáceas), que são Protistas autótrofos (fotossintetizantes). Os protozoários são Protistas heterótrofos.

Os protozoários podem ter vida livre nos mais diferentes ambientes, ou viver como parasitas de outros animais podendo em alguns casos, causar doenças.

Alguns protozoários se reproduzem sexuadamente, mas a grande maioria faz reprodução assexuada. Nesse tipo de reprodução, primeiro  o núcleo duplica-se, depois a célula estreita-se na parte central e, finalmente, dividi-se em duas, dando origem a duas novas amebas.


.
IlustraçãoMuitos protozoários apresentam orgânulos especializados em determinadas funções, daí serem funcionalmente, semelhantes aos órgãos. Suas células, no entanto, podem ser consideradas “pouco especializadas”, já que realizam, sozinhas, todas as funções vitais dos organismos mais complexos, como locomoção, obtenção do alimento, digestão, excreção, reprodução. Nos seres pluricelulares, há divisão de trabalho e as células tornaram-se muito especializadas, podendo até perder certas capacidades como digestão, reprodução e locomoção.
A célula do protozoário tem uma membrana simples ou reforçada por capas externas protéicas ou, ainda, por carapaças minerais, como certas amebas (tecamebas) e foraminíferos. Há estruturas de sustentação, como raios de sulfato de estrôncio, carapaças calcáreas ou eixos protéicos internos, os axóstilos, como em muitos flagelados.
IlustraçãoO citoplasma está diferenciado em duas zonas, uma externa, hialina, o ectoplasma, e outra interna, granular, o endoplasma. Nesta, existem vacúolos digestivos e inclusões.

Os protozoários podem ter um ou mais núcleos e se locomover por pseudópodos, cílios e flagelos.




Digestão dos protistas

Nas espécies de vida livre há formação de vacúolos digestivos.As partículas alimentares são englobadas por pseudópodos ou penetram por uma abertura pré-existente na membrana, o citóstoma. Já no interior da célula ocorre digestão, e os resíduos sólidos não digeridos são expelidos em qualquer ponto da periferia, por extrusão do vacúolo, ou num ponto determinado da membrana, o citopígio ou citoprocto.


Respiração

A troca de gases respiratórios se processa em toda a superfície celular.


Excreção

Os produtos solúveis de excreção podem ser eliminados em toda a superfície da célula. Nos protozoários de água doce há um vacúolo contrátil, que recolhe o excesso de água absorvido pela célula, expulsando-a de tempos em tempos por uma contração brusca. O vacúolo é portanto osmorregulador.

Classificação dos Protistas

Os protozoários podem ser classificados de acordo com seu modo de locomoção:

- Rizópodes: locomoção por pseudópodes, que são pseudo-pés (pés-falsos);
- Ciliados: locomoção através de cílios;
- Flagelados: locomoção através de flagelos;
- Esporozoários (ou apicomplexos): não têm sistema de locomoção;

Rizópodes (Filo Rhizopoda)

São os que possuem pseudópodos (falsos pés) e que, em geral, reproduzem-se por divisão simples da célula. As amebas são os principais representantes deste grupo.


 
ameba com pseudópodes

Algumas podem ter vida livre, geralmente na água, se alimentando de restos de diversas origens sem causar danos a qualquer outro ser vivo.

A entamoeba histolystica é encontrada na água contaminada, causando a amebíase, doença que afeta o intestino causando ulcerações e feridas, alimentando-se de glóbulos vermelhos, capturando-os por meio dos pseudópodos.

Ciliados (Filo Ciliophora)

Apresentam pequenos filamentos em volta do corpo, chamados cílios. Esses cílios, por batimento coordenado, permitem um rápido deslocamento do individuo em meio líquido.

A grande maioria dos ciliados tem vida livre na água, alimentando-se de detritos ou de outros micro-organismos. Há poucas espécies parasitas, como por exemplo o Balantidium coli, que habitualmente vive no organismo do porco e pode parasitar o homem, provocando cólicas e disenteria.

Um exemplo de ciliado de vida livre é o Paramecium sp. Geralmente se reproduzem por divisão simples da célula.


Flagelados

Apresentam um ou mais flagelos, que são filamentos longos usados para locomoção quando vibram no meio líquido. Muitos têm vida livre, mas a maioria é parasita, podendo causar doenças.

Trichomonas vaginalis – fica alojado no aparelho reprodutor humano, geralmente nas mulheres, na vagina. Provoca muita coceira, ardência e corrimento, a Tricomoníase.


Giardia lamblia – causa a giardíase, no intestino. os sintomas são náuseas, cólicas, diarréia, etc. ,é transmitida através da água e alimentos contaminados pelo protozoário.
Giardia lamblia, causadora da giardiase, uma infecção no intestino delgado.

Esporozoários

São protozoários que não se locomovem, sua reprodução é típica por esporulação, formando-se várias células pequenas iguais a partir de uma unidade inicial. Todas as espécies são parasitas.

O principal gênero é o Plasmodium, com várias espécies causadoras da malária. é importante também o Toxoplasma gondii, causador da doença toxoplasmose, de grande seriedade em mulheres grávidas até o terceiro mês.


Algas unicelulares

São protistas autótrofos, isto é, produzem seu próprio alimento através da fotossíntese. Vivem em mares, lagos, rios, poças ou em terra úmida. Flutuam ou se locomovem por meio de flagelos. São muito importantes  para o equilíbrio ecológico dos ecossistemas aquáticos, pois são os principais produtores do alimento que nutre direta ou indiretamente os demais seres vivos aquáticos.


Além disso, as algas são os grandes fornecedores do gás oxigênio que abastece a vida aeróbia no planeta. Na atmosfera ou dissolvido na água, esse gás se origina principalmente da atividade fotossintetizante das algas, sobretudo das algas unicelulares marinhas.

Elas são responsáveis por 70% da fotossíntese realizada no planeta. A proliferação excessiva de algas vermelhas pirrófitas - também chamadas de dinoflagelados - provoca o fenômeno chamado maré vermelha, que ocorre naturalmente ou por lançamento de esgotos na água do mar. Essas algas liberam substâncias tóxicas que podem afetar os seres vivos que habitam a água e até mesmo os banhistas nas praias.

"Maré vermelha" provocada por Noctiluca sp.

Na água doce, se a reprodução for intensa e em reduzido tempo, as algas podem acabar se tornando um grande problema. Quando há despejo de produtos químicos de indústrias e esgotos não tratados, os resíduos adicionam à água uma quantidade exagerada de sais minerais, favorecendo a rápida multiplicação desses seres.
Entre as algas unicelulares eucariontes destacaremos o grupo das euglenófitas, bacilariófitas e pirrófitas.

Euglenófitas

São protistas clorofilados que se movem por meio de longos flagelos. Vivem principalmente na água doce.

A Euglena viridis vista em microscópio óptico, os pontos verdes são os 
cloroplastos que podem ser vistos através da membrana que delimita a célula.

 Bacilariófitas 

As algas bacilariófitas são representadas pelas diatomáceas, seus indivíduos têm cor dourada e apresentam uma carapaça, também chamada de frústula, constituída de sílica ou dióxido de silício. Esses organismos armazenam óleos e leucosina; e podem se reproduzir tanto assexuadamente quanto por reprodução sexuada.

                                     
Desenho ilustrativos das diferentes formas
 das diatomáceas.                                                                                      diatomitos

Pirrófitas


representado pelos dinoflagelados, possuem cor amarelo-esverdeada, amarelo-pardo ou avermelhada. São encontrados em água-doce e ambientes marinhos. Armazenam óleos e amido. Geralmente, possuem endoesqueleto e dois flagelos. Com estes, locomovem-se por meio de rodopios, em torno de si mesmos. Reproduzem-se tanto assexuadamente quanto de forma sexuada. Alguns desses representantes são responsáveis pelo fenômeno das marés vermelhas.

A alga marinha luminescente Noctiluca sp 
responsável pela maré vermelha.

exercicios Reino Protista

1) (UFOP/97) Os arranjos desenvolvidos pela natureza, guardadas as devidas proporções particularidades, repetem-se freqüentemente. Comparando um ser pluricelular, como o homem, com um ser unicelular, como o paramécio, correlacione os órgãos do indivíduo pluricelular com os do unicelular que exerçam funções semelhantes:
I - aparelho locomotor         a - poro excretor
II - boca                            b - vacúolo digestivo
III - cérebro                       c - cílios
IV - ânus                           d - vacúolos contráteis
V - estômago                     e - citóstoma
VI - coração                       f - núcleos

A correlação CORRETA é:

a) I-c, II-b, III-e, IV-a, V-f, VI-d.          d) I-d, II-f, III-a, IV-b, V-c, VI-e.
b) I-c, II-e, III-f, IV-a, V-b, VI-d.          e) I-d, II-c, III-f, IV-e, V-b, VI-a.
c) I-d, II-c, III-e, IV-a, V-f, VI-b.

2)  (PUCMG/2000) "Nesse início de ano, um surto de Leishmaniose vem assustando os moradores de alguns bairros da periferia da cidade. Trata-se da leishmaniose visceral ou Calazar, causada por Leishmania donovani, transmitida pela picada de um mosquito do gênero Phlebotomus. A Secretaria Municipal de Saúde tomou providências imediatas buscando identificar cães contaminados, sacrificando-os, e tratando os pacientes humanos infectados."
A respeito dessa doença, todas as alternativas abaixo são verdadeiras, EXCETO:

a) A leishmaniose é causada por um protozoário.
b) Os pacientes são tratados para prevenir que transmitam, através dos mosquitos, a doença para outras pessoas.
c) O combate ao mosquito poderia ser uma medida profilática.
d) Os cães são sacrificados para evitar que os mosquitos possam neles se contaminar e transmitir o parasito para o homem.
e) O artrópodo mencionado é apenas vetor da doença.

3) UFPB 2009) (Adaptado) O grande grupo das algas, aqui empregado como uma designação coletiva e não‑taxonômica, possui inúmeros representantes com grande importância ecológica e econômica. Dentre esses representantes estão os pertencentes aos grupos das algas pardas (Phaeophyta), das algas vermelhas (Rhodophyta) e das algas verdes (Chlorophyta). Com relação a esses grupos, assinale a(s) afirmativa(s) verdadeira(s):

1) Rhodophyta possui clorofilas a e b.
2) Chlorophyta possui representantes unicelulares e multicelulares.
4) Phaeophyta se reproduz por esporulação.
8) Chlorophyta e Phaeophyta possuem aplanósporos e zoósporos, enquanto Rhodophyta possui apenas aplanósporos.
16) Rhodophyta é responsável pelo fenômeno conhecido por maré vermelha.

4)  (UFPR 2009) Sobre os protozoários parasitas que habitam o intestino humano, nutrem-se de resíduos alimentares e são eliminados para fora do organismo para a continuidade do seu ciclo biológico, assinale a alternativa INCORRETA.

a) A transmissão ao homem ocorre por ingestão de cistos desses protozoários contidos em alimentos ou água contaminada.
b) A forma biológica encontrada dentro do intestino humano é a cística, que é a forma de resistência.
c) A multiplicação desses parasitas é assexuada, por divisão binária.
d) Higiene pessoal e defecação em locais apropriados são medidas para evitar o contato com esses parasitas.
e) Um dos sintomas da infecção por esses parasitas é a diarréia.

5) (UNISA) A definição "abertura permanente da membrana, permitindo a ingestão de partículas alimentares" aplica-se a:

a) citopígeo      b) citofaringe       c) citoprocto     d) citóstoma         e) peristoma

6) (UNISA) Quando um _________ está se dividindo por ________ há formação de _______ células-filhas.

a) ciliado - conjugação - duas;
b) rizópode - cissiparidade - quatro;
c) esporozoário - esquizogonia - muitas;
d) esporozoário - esquizogonia - duas;
e) ciliado - esporogonia - duas.

7) A malária é provocada por um protista do gênero:
 
a) Entamoeba        b) Plasmodium      c) Trypanosoma      d) Amoeba       e) Leishmania

8) (UFPA) Pseudópode(s) é(são):
 
a) invólucros resistentes que envolvem as células dos protistas marinhos;
b) bastonete rígido que percorre longitudinalmente o corpo celular;
c) expansões protoplasmáticas transitórias que permitem locomoção e apreensão do alimento;
d) estruturas em forma de bastonetes que aparecem nos ciliados, situando-se entre as porções basais dos cílios;
e) espécie de taça quitinosa.

9) (UNIP) Qual das seguintes estruturas é comum às amebas de água doce e falta nas amebas marinhas?
 
a) vacúolo contrátil;
b) vacúolo digestivo;
c) endoplasma;
d) núcleo individualizado;
e) pseudópode.
  
10)  Assinale a alternativa incorreta, com relação aos protistas:
 
a) todos os protistas são aeróbios e vivem em meio rico de oxigênio livre;
b) a reprodução dos protistas pode ser assexuada ou sexuada;
c) nem todos os protistas são microscópicos;
d) todos os protistas possuem uma membrana, mais ou menos delgada, que os envolve;
e) nem todos os protistas têm um só núcleo.

11) (UNB) Os protozoários são organismos que em sua maioria habitam o ambiente aquático, entretanto, não apresentam parede celular. Eles apresentam como mecanismo para eliminar o excesso de água absorvido, em ambiente dulcícola, uma estrutura que permite a osmorregulação. Essa estrutura é conhecida como:

a) Vacúolos contráteis               b) Pseudópodes              c) Membrana Plasmática
d) Flagelos                                              e) Cílios

12) (PUC-SP) O filo Protozoa é subdividido em quatro classes: Sarcodínea, Mastigophora, Sporozoa e Ciliophora.

A característica considerada para tal classificação é:

a) o modo de reprodução
b) a presença ou ausência de carioteca
c) a composição química do pigmento fotossintetizante
d) a estrutura de locomoção
e) a composição química do citoplasma

13) (PUC-SP) O barbeiro é o transmissor de um parasita que causa uma doença no homem. Assinale a alternativa que indica respectivamente o parasita e a doença:

a) Tripanossoma – doença de Chagas
b) Leishmania – úlcera de Bauru
c) Tripanossoma – doença do sono
d) Bactéria – furúnculo
e) Ameba - disenteria

Gabarito:

1) B      2) E     3) 2, 4 e 8     4) B     5) D    6) C     7) B    8) C      9) A     10) A      11) A     12) D
13) A


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário