segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Vírus questões vestibular


Artigo sobre vírus suas características, reprodução e classificação com questões de vestibular

Os vírus são seres bastante simples e de tamanho tão pequeno  (medem menos de 0,2 µm) que as menores células que se tem conhecimento são maiores que eles. Dessa forma, só podemos visualizá-los com o auxílio de microscópios eletrônicos.

Formados, principalmente, por proteínas e ácidos nucleicos, os vírus são seres acelulados e que só têm condições de realizar suas atividades vitais quando estão no interior de células vivas. Assim, são considerados parasitas intracelulares obrigatórios.

Em razão dessas características peculiares, esses “piratas celulares” não são reconhecidos, precisamente, como seres vivos. Entretanto, é consenso que são sistemas biológicos, por possuírem ácidos nucleicos em sua constituição, além de sistemas de codificação genética.

O ácido nucleico pode ser tanto DNA quanto RNA, sendo que alguns poucos vírus podem possuir os dois (citomegalovírus). Ele é envolvido pelo capsídio, estrutura formada por moléculas de proteínas que, em algumas espécies, encontra-se revestida por uma membrana lipoproteica que contém proteínas virais específicas em sua superfície: o envelope viral.

 Vírus é uma partícula basicamente proteica que pode infectar organismos vivos. Eles são parasitas obrigatórios do interior celular e isso significa que somente se reproduzem pela invasão e possessão do controle da maquinaria de auto-reprodução celular. O termo vírus geralmente refere-se às partículas que infectam eucariontes (organismos cujas células têm carioteca), enquanto o termo bacteriófago ou fago é utilizado para descrever aqueles que infectam procariontes (domínios bactéria e archaea).


Ilustração do vírus HIV mostrando as proteínas do capsídeo 
responsáveis pela aderência na célula hospedeira.

Reprodução viral

Quanto à reprodução, esses sistemas biológicos infectam geralmente a célula hospedeira ligando suas proteínas virais à proteína receptora desta. Nela ocorre a multiplicação do material genético e, utilizando os ribossomos, nucleotídeos, aminoácidos e mitocôndrias celulares, comandam a síntese de proteínas e ácidos nucleicos, utilizando a energia oriunda do metabolismo do hospedeiro.

Ciclo reprodutivo dos vírus

São quatro as fases do ciclo de vida de um vírus:

1. Entrada do vírus na célula: ocorre a absorção e fixação do vírus na superfície celular e logo em seguida a penetração através da membrana celular.

2. Eclipse: um tempo depois da penetração, o vírus fica adormecido e não mostra sinais de sua presença ou atividade.

3. Multiplicação: ocorre a replicação do ácido nucléico e as sínteses das proteínas do capsídeo. Os ácidos nucléicos e as proteínas sintetizadas se desenvolvem com rapidez, produzindo novas partículas de vírus.

4. Liberação: as novas partículas de vírus saem para infectar novas células sadias.

Classificação dos vírus

A classificação dos vírus ocorre de acordo com o tipo de ácido nucléico que possuem, as características do sistema que os envolvem e os tipos de células que infectam. De acordo com este sistema de classificação, existem aproximadamente, trinta grupos de vírus.

Entre as várias doenças causadas por vírus destacamos: Catapora, caxumba, dengue, ebola, febre amarela, gripe, hepatite, herpes, AIDS, poliomielite, raiva, rubéola, sarampo e varíola são algumas delas.

Para algumas doenças que são causadas por vírus é possível se produzir vacinas. A vacina nada mais é do que vírus mortos ou atenuados, que, em contato com o organismo, induzirão a produção de anticorpos. Se o organismo entrar em contato com aquele tipo de vírus, ele já terá anticorpos específicos para combatê-los e o organismo não será prejudicado.


Exercícios sobre vírus

1) (UNIFAL/2008)  Os estudos sobre as formas de replicação dos vírus intensificaram-se nos últimos anos, objetivando encontrar meios mais eficientes de prevenção e tratamento de doenças virais nos seres humanos. Tais estudos têm demonstrado que existem diferentes tipos de vírus e diferentes formas de replicação. Os vírus de RNA de cadeia simples podem ser divididos em três tipos básicos, conhecidos como vírus de cadeia positiva, vírus de cadeia negativa e como retrovírus.
Com relação aos diferentes tipos de replicação dos vírus, analise as afirmativas abaixo.

I - Os retrovírus contêm cadeias simples de RNA, enzima transcriptase reversa e produzem DNA tendo como modelo o RNA viral.
II - Os vírus de cadeia negativa possuem RNA genômico com as mesmas seqüências de bases nitrogenadas dos RNA mensageiros (RNAm) formados. Dessa maneira, moléculas de RNA servem de modelo para a síntese de moléculas de RNA complementares à cadeia molde.
III - Os vírus de cadeia positiva possuem RNA genômico com seqüências de bases nitrogenadas complementares às dos RNAm formados. Desta maneira, moléculas de RNA servem de modelo para a síntese do RNAm.
IV - Os retrovírus contêm uma cadeia de RNA dupla hélice que serve de base para a transcrição do DNA necessário à replicação.
Marque a alternativa correta.

a) Somente II e III são corretas.
b) Somente IV é correta.
c) Somente I é correta.
d) Somente I, II e III são corretas.

2)  (UFV/2004) Os vírus são parasitas intracelulares obrigatórios que realizam todas as fases do ciclo no interior de uma célula hospedeira. Sem contato com as células, as partículas virais são inertes e não apresentam atividade biológica aparente. Com relação aos vírus que infectam eucariotos, assinale a alternativa INCORRETA:

a) Alguns vírus são capazes de infectar células animais e vegetais, multiplicando-se em ambos os organismos.
b) Os vírus que infectam animais normalmente penetram na célula por meio de endocitose mediada por receptores.
c) A infecção de uma célula vegetal por vírus com genoma de DNA tem como desfecho a lise da parede celular.
d) Os retrovírus integram seu genoma ao genoma da célula e alguns estão associados à ocorrência de câncer.
e) Morcegos hematófagos e roedores são exemplos de vetores de vírus que infectam seres humanos.

3) (UEPB/2009) Sobre os vírus, podemos afirmar que:

a) a transmissão dos vírus das plantas ocorre exclusivamente por difusão mecânica, ou seja, quando uma pessoa manipula uma planta infectada e a seguir uma sadia.
b) são estruturalmente simples, sendo formados por uma ou mais cápsulas protéicas, que envolvem o DNA e o RNA, compondo o nucleocapsídeo. Alguns vírus apresentam ainda um envoltório externo ao nucleocapsídeo denominado envelope.
c) se reproduzem sempre no interior de uma célula hospedeira, exceto os bacteriófagos, por terem dois tipos de ciclos de replicação: o ciclo lítico e o ciclo lisogênico.
d) a infecção viral é específica, sendo esta especificidade decorrência do fato de que para um vírus penetrar em uma célula deve haver uma interação das proteínas virais com as proteínas receptoras existentes na membrana plasmática das células.
e) os retrovírus podem apresentar DNA ou RNA, mas obrigatoriamente apresentam a transcriptase reversa.

4) (PUC-RJ/2008)  A dengue continua sendo um problema de saúde pública para o Estado do Rio de Janeiro. Assim, conhecendo-se o causador da dengue e seu vetor, podemos usar como medidas profiláticas a:

a) vacinação em massa da população contra a bactéria causadora dessa doença.
b) exterminação de ratos vetores do vírus causador dessa doença.
c) eliminação dos insetos vetores da bactéria causadora dessa doença.
d) eliminação dos insetos vetores do vírus causador dessa doença.
e) distribuição de antibióticos contra a bactéria causadora dessa doença.

5) (UFJF-JULHO/2003) Os vírus não são considerados células porque:

a) possuem somente um cromossomo e são muito pequenos.
b) não possuem mitocôndrias e o retículo endoplasmático é pouco desenvolvido.
c) não têm membrana plasmática nem metabolismo próprio.
d) parasitam plantas e animais e dependem de outras células para sobreviver.
e) seu material genético sofre muitas mutações e é constituído apenas por RNA.

6) (UECE) Com relação ao modo de transmissão de algumas doenças virais correlacione as colunas abaixo:

I. Sarampo                  (  ) Picada de inseto
II. Poliomielite             (  ) Mordedura, lambedura ou arranhadura por animal infectado.
III. Raiva                    (  ) Contato direto, pelo ar, com pessoas doentes
IV. Febre amarela       (  ) Contaminação por via digestiva

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) I, II, III e IV
b) IV, III, I e II
c) IV, I, II e III
d) I, IV, III e II

7) (UFRPE - adaptada) Em relação aos vírus, marque “V” para verdadeiras ou “F” para falsas:

a) (  ) O material genético é de RNA.
b) (  ) Vírus são agentes causadores de várias doenças em seres humanos. 
c) (  ) Possuem ribossomos e mitocôndrias essenciais e típicas de seu metabolismo e reprodução. 
d) (  ) Proteínas compõem suas cápsulas externas. 
e) (  ) Reproduzem-se apenas no interior de células vivas.

8) Explique o porquê dos vírus serem considerados “piratas celulares”.

9) (FAAP-SP) O material genético encontrado no interior dos vírus é:
 
a) apenas DNA                b) apenas RNA                c) apenas proteína        
d) DNA ou RNA                            e) DNA ou proteína

10) (FUVEST-SP) Os bacteriófagos são constituídos por uma molécula de DNA envolta em cápsula de proteína. Existem diversas espécies, que diferem entre si quanto ao DNA e às proteínas consituintes da cápsula. Os cientistas conseguem construir partículas virais com DNA de uma espécie e cápsula de outra. Em um experimento, foi produzido um vírus contendo DNA do bacteriófago T2 e cápsula do bacteriófago T4. Pode-se prever que a descendência desse vírus terá:

a)  cápsula de T4 e DNA de T2.
b)  cápsula de T2 e DNA de T4.
c) cápsula e DNA, ambos de T2.
d) cápsula de DNA, ambos de T4.
e) misturas de cápsulas e DNA de T2 e de T4.
  
11) (MACK-SP) O material hereditário dos retrovírus é o (1). Esses vírus apresentam uma enzima, a transcriptase reversa, capaz de produzir moléculas de (2) a partir de (3). Indique a alternativa que preeenche de forma adequada as lcaunas 1,2 e 3.

a) RNA - RNA - DNA
b) DNA - RNA - DNA
c) RNA - DNA - RNA
d)  DNA - DNA - RNA
e)  DNA - RNA - RNA

12) (CESPE 2004) Com relação a vírus, julgue os itens subsequentes.

1) Os vírus são organismos subcelulares, com ciclo de replicação exclusivamente intracelular, sem nenhum metabolismo ativo fora da célula hospedeira.
2) Uma partícula viral completa é composta de uma molécula de DNA circundada por uma capa lipídica, que pode conter proteínas.
4) A função básica de uma partícula viral completa é carregar o genoma viral para dentro da célula hospedeira, onde será replicado e amplificado.
8) Os vírus, ao serem cultivados em meio artificial, se reproduzem de forma binária.

13) (FUVEST-2011) Considere as seguintes características atribuídas aos seres vivos:

I. Os seres vivos são constituídos por uma ou mais células.
II. Os seres vivos têm material genético interpretado por um código universal.
III. Quando considerados como populações, os seres vivos se modificam ao longo do tempo.

Admitindo que possuir todas essas características seja requisito obrigatório para ser classificado como “ser vivo”, é correto afirmar que

a) os vírus e as bactérias são seres vivos, porque ambos preenchem os requisitos I, II e III.
b) os vírus e as bactérias não são seres vivos, porque ambos não preenchem o requisito I.
c) os vírus não são seres vivos, porque preenchem os requisitos II e III, mas não o requisito I.
d) os vírus não são seres vivos, porque preenchem o requisito III, mas não os requisitos I e II.
e) os vírus não são seres vivos, porque não preenchem os requisitos I, II e III.

14) Estima-se que haja atualmente no mundo 40 milhões de pessoas infectadas pelo HIV (o vírus que causa a AIDS), sendo que as taxas de novas infecções continuam crescendo, principalmente na África, Ásia e Rússia. Nesse cenário de pandemia, uma vacina contra o HIV teria imenso impacto, pois salvaria milhões de vidas. Certamente seria um marco na história planetária e também uma esperança para as populações carentes de tratamento antiviral e de acompanhamento médico.
TANURI, A.; FERREIRA JUNIOR, O. C. Vacina contra Aids: desafios e esperanças. Ciência Hoje (44) 26, 2009 (adaptado).

Uma vacina eficiente contra o HIV deveria:

a) induzir a imunidade, para proteger o organismo da contaminação viral.
b) ser capaz de alterar o genoma do organismo portador, induzindo a síntese de enzimas protetoras.
c) produzir antígenos capazes de se ligarem ao vírus, impedindo que este entre nas células do organismo humano.
d) ser amplamente aplicada em animais, visto que esses são os principais transmissores do vírus para os seres humanos.
e) estimular a imunidade, minimizando a transmissão do vírus por gotículas de saliva.

15) Vários grupos de pesquisadores vêm desenvolvendo técnicas de manipulação que retirem do vírus apenas a parte de seu material genético associado à patogenicidade, e insiram o material correspondente ao de genes humanos normais.

No tratamento de algumas doenças genéticas, esse vírus modificado, ao ser introduzido no organismo, poderá transferir a informação nele adicionada para o DNA das células do paciente, substituindo o gene lesado.

O vírus usado nas pesquisas citadas no texto é do tipo:

a) rotavírus                  b) retrovírus              c) arbovírus            d) coronavírus

Gabarito:

1) C   2) C    3) D   4) D   5) C    6) B    7) F-V-F-V-V    8) Pirata, em nosso dia a dia, é o nome que atribuímos àquele ou aquilo que causa violações. CDs piratas, por exemplo, violam leis; piratas marítimos violavam navios para se apoderar das riquezas contidas nestes, etc.
Os vírus, parasitas celulares obrigatórios, seguem esta lógica. Como somente dentro de células vivas é que possuem atividade, invadem tais estruturas e alteram todo o seu funcionamento, fazendo com que estas trabalhem basicamente em prol da produção de novos vírus.      9) D   10) C   11) C   12) 1 e 4 verdadeiras
13) letra C. O vírus não é considerado um ser vivo por não apresentar uma estrutura celular,porém,muitos autores o consideram sim,pois,apresenta mutação e reprodução.
14) letra A. As vacinas contem antigenos atenuados que induzem o organismo humano a produzir anticorpos especificos, os quais protegem contra a contaminacao e a proliferacao viral.     15) Letra B. O retrovírus contém um RNA monofilamento capaz de sintetizar, com sua enzima transcriptase reversa, uma cópia de DNA e introduzi-la no genoma de uma célula. Se o vírus for modificado pela introdução de uma informação genética correspondente a de um gene humano normal, ele transferirá essa informação ao penetrar nas células de um paciente que não tenha esse gene ou o tenha defeituoso.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário