quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

questões de atualidades Banco do Brasil


questões de atualidades Banco do Brasil

ATUALIDADES
Os semicondutores são o ponto fraco da indústria brasileira de alta tecnologia. A produção local é muito limitada. No ano passado, foram importados 5,1 bilhões de dólares em semicondutores, um crescimento de 14% em relação a 2010. Com o avanço dos mercados de computadores e de celulares, e com a eletrônica sendo embarcada nos mais diversos tipos de equipamentos, a tendência é que essa conta só venha a aumentar.
O Estado de S.Paulo, 15/1/2012, p. B12 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência e considerando as características essenciais do atual estágio de desenvolvimento da economia mundial, julgue os itens de 41 a 45.
[CERTO] 1. O domínio do conhecimento mostra-se fundamental para a produção de riquezas e, ao impulsionar constantes inovações tecnológicas, amplia a capacidade produtiva e ajuda a promover a ampliação dos mercados consumidores, em meio a um contexto de acirrada competição em escala global.
[ERRADO] 2. A fragilidade do sistema educacional brasileiro, realidade confirmada por sucessivos testes de avaliação interna e externa, impede que o país seja considerado emergente no cenário econômico mundial contemporâneo, apesar do reconhecimento geral de suas inegáveis potencialidades.
[ERRADO] 3. Apesar da privatização ocorrida na área das telecomunicações e dos inegáveis avanços verificados no setor, o número de linhas de telefonia móvel no Brasil é insuficiente, se considerada a demanda apresentada pelo mercado consumidor brasileiro, e muito inferior ao de linhas fixas.
[ERRADO] 4. Tal como o Brasil, a China não possui tecnologia que lhe permita produzir semicondutores, uma das razões pelas quais sua atuação no mercado mundial, embora relativamente expressiva, está bem aquém do esperado, atrás de Índia e Rússia.
[ERRADO] 5. Embora ocupe uma posição pouco relevante na pauta das exportações do país, o agronegócio brasileiro demonstra tendência de crescimento, e seu bom desempenho reflete a influência positiva exercida no setor pela EMBRAPA, sinônimo de elevado padrão de pesquisa científica na agropecuária.

Os países que participam de uma nova Cúpula das Américas abrigam as 32 cidades mais violentas do mundo. Esse dado terrível já seria suficiente para que o consumo e o tráfico de
drogas estivessem no centro dos debates, uma vez que violência e narcotráfico são irmãos siameses. Mas a questão das drogas só entrará nos salões da cúpula pela porta lateral. O presidente da Guatemala, um dos países que estão se transformando em Estados falidos em consequência do narcotráfico, já anunciou que quer discutir o assunto a partir de um argumento imbatível: a política atual, puramente repressiva, fracassou.
Clóvis Rossi. Drogas, tema inescapável. In: Folha de S.Paulo, 12/4/2012, p. A14 (com adaptações).
Tendo o texto acima como referência e considerando a amplitude do tema por ele focalizado, julgue os itens que se seguem.
[ERRADO] 6. A Colômbia, país que sediou a Cúpula das Américas em 2012, permanece em guerra civil, e o Estado vai sendo derrotado pelo conluio entre narcotraficantes, milícias e guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, as FARCs, cada vez mais poderosas.
[CERTO] 7. O montante de recursos movimentado pelo tráfico de drogas ilícitas em escala global faz dessa atividade um dos principais sustentáculos do crime organizado mundial e cria um poder econômico difícil de ser enfrentado por muitos Estados nacionais.
[CERTO] 8. O governante citado no texto sugere que erradicar a produção, interditar o tráfico e criminalizar o consumo são decisões que, integrando a estratégia de guerra contra as drogas comandada por Washington, deram resultados pífios, razão pela qual o tema deveria ser discutido em profundidade na Cúpula das Américas.
[CERTO] 9. Zedillo, do México, Gaviria, da Colômbia, e Fernando Henrique Cardoso, do Brasil, são ex-presidentes latino-americanos que se engajaram no exame do tema das drogas e assumem posição crítica em relação a uma política de combate às drogas que obtém parcos resultados e cujo custo em vidas humanas é altíssimo.


ATUALIDADES

10. A Rio+20 figura como um cenário-chave para o reordenamento discursivo e geopolítico global, em que – sob o rótulo de economia verde – se discute a consolidação dos mercados financeiros a partir da natureza, o maior controle empresarial dos recursos naturais e a legitimação do uso de novas tecnologias de alto risco, como nanotecnologia,
biotecnologia, biologia sintética e geoengenharia.
RIBEIRO, S. As novas fronteiras da mercantilização da natureza. Le Monde Diplomatique Brasil, ano 5, n. 53, dez. 2011.
Suplemento especial, p.10. Adaptado.
A Conferência das Nações Unidas Rio+20 tem especificamente como tema central a
(A) revisão do conceito de desemprego estrutural
(B) cooperação regional de economias emergentes
(C) metodologia europeia de unificação de moedas
(D) proposta inovadora de desarmamento planetário
(E) noção atualizada de desenvolvimento sustentável

Comentário: “Os dois temas centrais da Rio+20 – a economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza e a estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável – foram aprovados pela Assembleia Geral das Nações Unidas de forma consensual entre os 193 países que integram a ONU. Nas reuniões do processo de preparação, os países têm apresentado propostas sobre esses temas, buscando resultados que possam ser adotados na Conferência.”

11. Em 2011, um dos países da União Europeia (EU) passou a enfrentar um de seus momentos econômicos mais difíceis, com redução de salários, criação de novos tributos – como o imposto da solidariedade – e muitos assalariados trabalhando sem receber. Estima-se que, em decorrência desse momento, até 2015, 120 mil assalariados com mais de 53 anos devem deixar o emprego. Um programa de ajuda financeira foi, então, colocado em prática pela EU, liderado pela Alemanha, a fim de recuperar a situação do país em crise. O país europeu que, ao longo de 2011 e 2012, vive a crise descrita é a
(A) Suécia
(B) Holanda
(C) Grécia
(D) França
(E) Finlândia

Comentário: “A Grécia enfrenta uma grave crise econômica desde 2010, e teve que recorrer a empréstimos emergenciais de organismos internacionais. Em troca da ajuda, o país se comprometeu a implementar profundas reformas para reduzir o nível de endividamento. Mas isso tem provocado ainda mais desemprego e crise.”

12. No final de outubro, o governo norte-americano tomou uma decisão surpreendente. Em um relatório recheado de elogios, o Departamento do Interior autorizou o retorno da empresa British Petroleum aos trabalhos de perfuração nas águas profundas do golfo do México. BARBOZA, M.
De volta ao local do crime. Revista IstoÉ. São Paulo: Três, ano 35, n. 2191, nov. 2011, p. 118. Adaptado.
A decisão estadunidense é considerada surpreendente porque foi tomada após o seguinte fato provocado, em abril de 2010, pela empresa mencionada:
(A) sonegação progressiva de impostos federais
(B) ameaça de abandonar suas atividades nos EUA
(C) fusão com grandes empresas do setor ambiental
(D) vazamento marítimo de óleo em larga escala
(E) demissão em massa de trabalhadores do setor petroleiro

Comentário: Em abril de 2010, a British Petroleum causou o vazamento de 780 milhões de litros de petróleo no Golfo do México em função do desrespeito a regras operacionais.

13. O presidente norte-coreano Kim Jong-un comprometeu-se com negociadores estrangeiros a suspender o programa de enriquecimento de urânio, os testes nucleares e os lançamentos de mísseis de longa distância. Também consentiu a inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica que visitem os prédios onde há atividades nucleares. Revista Veja. São Paulo: Abril. ed. 2259, ano 45, n.10, mar. 2012, p.76. Adaptado.
Esse comprometimento norte-coreano tem como contrapartida estrangeira o recebimento de
(A) alimentos enviados pelos Estados Unidos
(B) armamentos convencionais cedidos por Israel
(C) commodities procedentes de países do Mercosul
(D) ajuda humanitária proveniente das Nações Unidas
(E) investimentos externos diretos oriundos da União Europeia

Comentário: “Em fevereiro, os EUA ofereceram avaliar a possibilidade de fornecer à Coreia do Norte ajuda em alimentos em troca da suspensão das atividades de enriquecimento de urânio e outro movimento em direção à desnuclearização da península coreana.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário